Imprensa livre e independente
18 de julho de 2018, 20h07

Rosa Weber rejeita pedido do MBL para tornar Lula inelegível

Ministra, que é a atual presidente do TSE, afirmou que o grupo "não tem legitimidade" para apresentar esse tipo de pedido e sequer analisou o caso; PT garante que candidatura de Lula será registrada em 15 de agosto

(Foto: Eduardo Matysiak )
A ministra Rosa Weber, atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), rejeitou nesta quarta-feira (18) um pedido feito por integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) para que a Corte declarasse o ex-presidente Lula, que é pré-candidato à presidência, como inelegível. O grupo, que capitaneou manifestações pelo impeachment de Dilma Rousseff em 2015 e 2016, solicitava que a ministra tornasse Lula inelegível por conta de sua condenação em segunda instância antes mesmo que o PT registrasse sua candidatura. Rosa Weber, no entanto, sequer analisou o caso e declarou que o MBL não tem legitimidade para fazer esse tipo de pedido. “O...

A ministra Rosa Weber, atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), rejeitou nesta quarta-feira (18) um pedido feito por integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) para que a Corte declarasse o ex-presidente Lula, que é pré-candidato à presidência, como inelegível.

O grupo, que capitaneou manifestações pelo impeachment de Dilma Rousseff em 2015 e 2016, solicitava que a ministra tornasse Lula inelegível por conta de sua condenação em segunda instância antes mesmo que o PT registrasse sua candidatura.

Rosa Weber, no entanto, sequer analisou o caso e declarou que o MBL não tem legitimidade para fazer esse tipo de pedido. “O pedido é genérico, apresentado por coordenadores de um movimento social, antes do início do período legalmente destinado à oficialização das candidaturas”, escreveu.

De acordo com a ministra, a inelegibilidade só pode ser questionada no TSE depois do período de registro de candidaturas, que ocorre após as convenções partidárias, em agosto. O PT garante que registrará a candidatura de Lula, que lidera todas as pesquisas de intenção de voto, no próximo dia 15.

Veja também:  Coagido, diretor da Odebrecht disse que "construiu relato" na Lava Jato sobre sítio de Atibaia, atribuído a Lula

Leia também
Lula pode ser registrado? Lula pode ser candidato?

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum