Imprensa livre e independente
16 de julho de 2018, 13h27

Rosângela Moro provoca adversários do marido com história de agente da CIA

Esposa do juiz ironizou versões de que o seu marido está a serviço dos EUA: “Cuidado. Ele usa um chip. Tem poderes de abdução. Se você o encontrar, não ouse olhar nos olhos dele. Serás abduzido”, publicou

(Foto: Reprodução/Facebook)
A advogada Rosângela Wolff Moro usou o Instagram para provocar os adversários do marido. Sergio Moro. Ela ironizou as versões de que o juiz está a serviço dos Estados Unidos pela forma como julga os processos na Operação Lava Jato. “Cuidado. Ele usa um chip. Tem poderes de abdução. Se você o encontrar, não ouse olhar nos olhos dele. Serás abduzido”, escreveu. Na legenda da publicação aparece uma foto dela com o seu “agente da CIA favorito”. A foto já tem mais de 5 mil curtidas. Em um documento vazado pelo Wikileaks, o nome de Sergio Moro é citado como...

A advogada Rosângela Wolff Moro usou o Instagram para provocar os adversários do marido. Sergio Moro. Ela ironizou as versões de que o juiz está a serviço dos Estados Unidos pela forma como julga os processos na Operação Lava Jato.

“Cuidado. Ele usa um chip. Tem poderes de abdução. Se você o encontrar, não ouse olhar nos olhos dele. Serás abduzido”, escreveu. Na legenda da publicação aparece uma foto dela com o seu “agente da CIA favorito”. A foto já tem mais de 5 mil curtidas.

Em um documento vazado pelo Wikileaks, o nome de Sergio Moro é citado como participante de uma conferência no Rio de Janeiro, promovida pelo programaBridges Project (Projeto Pontes), vinculado ao Departamento de Estado Norte-Americano, cujo intuito seria “consolidar o treinamento bilateral entre Estados Unidos e Brasil para aplicação da lei”.

 

Veja também:  Vaza Jato: Interferência de Moro causou bate-boca entre Dallagnol e Carlos Fernando

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum