Imprensa livre e independente
15 de março de 2017, 07h58

Salsicha da merenda do governo estadual é vendida em açougue da Zona Norte

A dona do açougue disse à polícia que conseguia comprar o produto mais barato se viesse nesta embalagem.

A dona do açougue disse à polícia que conseguia comprar o produto mais barato se viesse nesta embalagem.  Da Redação com Informações do Estadão Um açougue no Tucuruvi, Zona Norte de São Paulo, foi flagrado vendendo salsichas com o logotipo do governo do estado, que possivelmente seriam designadas à merenda dos estudantes da rede estadual. A Secretaria Estadual de Educação informou que registrou um boletim de ocorrência depois de receber a denúncia. Segundo a secretaria, o produto vendido pelo estabelecimento estava com o logotipo do governo do Estado em sua embalagem. A pasta afirma que a dona do açougue disse à polícia que conseguia comprar...

A dona do açougue disse à polícia que conseguia comprar o produto mais barato se viesse nesta embalagem. 

Da Redação com Informações do Estadão

Um açougue no Tucuruvi, Zona Norte de São Paulo, foi flagrado vendendo salsichas com o logotipo do governo do estado, que possivelmente seriam designadas à merenda dos estudantes da rede estadual.

A Secretaria Estadual de Educação informou que registrou um boletim de ocorrência depois de receber a denúncia. Segundo a secretaria, o produto vendido pelo estabelecimento estava com o logotipo do governo do Estado em sua embalagem. A pasta afirma que a dona do açougue disse à polícia que conseguia comprar o produto mais barato se viesse nesta embalagem.

O caso foi registrado no 20º DP (Água Fria). De acordo com a pasta, nenhuma escola foi prejudicada e haverá apuração de como o açougue teve acesso ao produto.

 

Veja também:  Rui Costa responde a Bolsonaro: “não vou colocar PM para espancar o povo baiano”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum