Imprensa livre e independente
04 de julho de 2019, 17h18

Sâmia Bomfim se recusa a cumprimentar Onyx depois da aprovação do texto da reforma

Em vídeo publicado pela deputada no Twitter, Onyx aparece estendendo a mão e insistindo no cumprimento enquanto a congressista se afasta e dispara: "Não cumprimento corrupto traidor do povo"

Reprodução/Twitter
Após sessão da comissão especial da reforma da Previdência, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, foi cumprimentar os deputados, que garantiram vitória do texto nesta quinta-feira (4). A deputada oposicionista Sâmia Bonfim (PSOL-SP) não aceitou o afago e disparou: “Não cumprimento corrupto traidor do povo”. Em vídeo publicado pela deputada no Twitter, Onyx aparece estendendo a mão e insistindo no cumprimento enquanto a congressista se afasta, veja: Onyx Lorenzoni veio me cumprimentar. Disse na cara dele que não cumprimento corrupto traidor do povo. pic.twitter.com/8iReXgxNNt — Sâmia Bomfim (@samiabomfim) July 4, 2019 Onyx, que foi “perdoado” pelo ministro da Justiça...

Após sessão da comissão especial da reforma da Previdência, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, foi cumprimentar os deputados, que garantiram vitória do texto nesta quinta-feira (4). A deputada oposicionista Sâmia Bonfim (PSOL-SP) não aceitou o afago e disparou: “Não cumprimento corrupto traidor do povo”.

Em vídeo publicado pela deputada no Twitter, Onyx aparece estendendo a mão e insistindo no cumprimento enquanto a congressista se afasta, veja:

Onyx, que foi “perdoado” pelo ministro da Justiça Sérgio Moro após pedir desculpas por Caixa 2 da JBS, é investigado também por Caixa 3 da OAS, um esquema de candidaturas laranjas para burlar limite de doações por empresas na eleição de 2010.

 

Assista ao vídeo do editor Renato Rovai comentando a aprovação da reforma na comissão especial:

Veja também:  Em novo diálogo, revelado por Veja, Deltan fala de encontros fortuitos com Gebran do TRF4

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum