Imprensa livre e independente
16 de junho de 2019, 23h09

Santos recebe XXIV Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba

Evento tem início nesta segunda (17) e tem como objetivo debater os efeitos da Revolução Cubana em setores como Saúde, Educação e Esporte

Foto: Arquivo
Debater os efeitos e consequências da Revolução Cubana em setores como Saúde, Educação e Esporte é o objetivo da XXIV Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba, que acontece nesta segunda (17) até o dia 22 de junho, em Santos, litoral de São Paulo. O evento ocorre a cada dois anos e é uma realização da Associação Cultural José Martí – Baixada Santista. Este ano, o tema é “Revolução Cubana – 60 Anos: Conquistas e Desafios”. Na convenção, que será realizada na sede do Sindicato dos Petroleiros, na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e na associação, também serão discutidos o...

Debater os efeitos e consequências da Revolução Cubana em setores como Saúde, Educação e Esporte é o objetivo da XXIV Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba, que acontece nesta segunda (17) até o dia 22 de junho, em Santos, litoral de São Paulo.

O evento ocorre a cada dois anos e é uma realização da Associação Cultural José Martí – Baixada Santista. Este ano, o tema é “Revolução Cubana – 60 Anos: Conquistas e Desafios”. Na convenção, que será realizada na sede do Sindicato dos Petroleiros, na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e na associação, também serão discutidos o fim do bloqueio econômico a Cuba e a devolução da Base Militar de Guantánamo.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Durante o fórum, analistas e autoridades cubanas debaterão inúmeros assuntos relacionados à Ilha: Solidariedade Internacionalista; Atualidade – 60 Anos da Revolução – Nova Constituição e Juventude; Ciência e Tecnologia; Educação e Saúde – Formação de uma sociedade mais justa; Gênero; Política – Bloqueio econômico e guerra midiática.

Veja também:  Jean Wyllys afirma que processará quem retuitar mentiras do Pavão Misterioso

Convidados

Para debater estes e outros temas foram convidadas as cubanas Yenisey Cruz Carreno, deputada da Assembleia Nacional do poder popular e segunda secretária da Juventude Comunista Cubana; Naomi Rabaza, vice-presidente do Instituto Cubano de Amizades entre os Povos (ICAP); e Yarisledis Medina, também do ICAP.

Participarão, ainda, os diplomatas Pedro Monzon Baratá, cônsul-geral de Cuba; Antônio Mata, cônsul cubano de imprensa; e Rolando Gomez Gonzáles, embaixador de Cuba no Brasil. O venezuelano Yhonny Gárcia Calles, coordenador do Movimento de Amizade e Solidariedade a Cuba da Venezuela, é outro integrante das mesas de debates.

Além dos convidados internacionais, estarão presentes a historiadora Anita Leocádia Prestes e os professores doutores Angélica Lovatto e Nildo Ouriques.

Atividades culturais

As mesas de debates não serão as únicas atrações da Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba. Estão programadas atividades culturais, com shows musicais, livraria e a II Feira da Reforma Agrária da Baixada Santista.

Serviço

XXIV Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba

Local: Sindicato dos Petroleiros – Avenida Conselheiro Nébias, 248, Vila Mathias, Santos

Veja também:  Moro participou de palestra paga com convite antecipado por Dallagnol: “você pode pedir mais”

Dias: 17, 18, 19, 20, 21 e 22 de junho.

Preço: R$ 10,00 – contribuição solidária.

Confira aqui informações sobre a programação completa

A convenção é um evento nacional e tem o apoio de Associações Culturais José Martí de outras cidades do país, do Movimento de Solidariedade a Cuba, Comitês de Solidariedade, movimentos sociais e simpatizantes da causa cubana.

A Associação Cultural José Martí- Baixada Santista fica à Rua Joaquim Távora 217, Vila Mathias – Santos.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum

#tags