Imprensa livre e independente
01 de junho de 2016, 12h37

Secretária de Políticas para Mulheres do governo interino é evangélica e contra o aborto

Ex-deputada federal, Fátima Pelaes também está envolvida em escândalo de desvio de verbas.

Ex-deputada federal, Fátima Pelaes também está envolvida em escândalo de desvio de verbas Por Redação A ex-deputada federal Fátima Pelaes ainda não assumiu a Secretaria de Políticas para Mulheres, mas sua posição em relação ao aborto, inclusive em casos de estupro, já é conhecida: ela é contra. Seu posicionamento, porém, era outro antes de tornar-se evangélica. Ela já afirmou que era mais ligada às pautas feministas, mas que tudo mudou quando “encontrou Jesus”. Durante um pronunciamento na comissão do Estatuto do Nascituro, ela revelou que foi concebida após sua mãe ter sido abusada, mas ressaltou que se ela tivesse abortado...

Ex-deputada federal, Fátima Pelaes também está envolvida em escândalo de desvio de verbas

Por Redação

A ex-deputada federal Fátima Pelaes ainda não assumiu a Secretaria de Políticas para Mulheres, mas sua posição em relação ao aborto, inclusive em casos de estupro, já é conhecida: ela é contra.

Seu posicionamento, porém, era outro antes de tornar-se evangélica. Ela já afirmou que era mais ligada às pautas feministas, mas que tudo mudou quando “encontrou Jesus”. Durante um pronunciamento na comissão do Estatuto do Nascituro, ela revelou que foi concebida após sua mãe ter sido abusada, mas ressaltou que se ela tivesse abortado “não estaria aqui hoje”.

A secretária, que também é presidente nacional do PMDB Mulher,  já participou de uma reunião com o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, e com os secretários estaduais de Segurança, onde a pauta era a violência doméstica.

Durante o governo Dilma Rousseff, a secretaria tinha status de ministério. Agora, ela é subordinada ao Ministério da Justiça e Cidadania.

Veja também:  Cartas do Pai: “Movimento dos Sem Remédios”

Em 2011, uma sócia da Conectur, empresa fantasma localizada onde na verdade funciona uma igreja evangélica, revelou em depoimento à PF que Pelaes desviava dinheiro do Ministério do Turismo para financiar sua campanha à reeleição. A ex-deputada nega.

Foto de capa: Agência Câmara

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum