Imprensa livre e independente
24 de outubro de 2018, 21h37

Senador chileno propõe “Lei Bolsonaro” para combater notícias falsas

“Um presidente deve ser um líder que triunfa sem trapacear no debate político e nas urnas”, disse Alejandro Navarro

Foto: Reprodução
O senador chileno Alejandro Navarro irá propor ao Congresso do Chile uma lei que combata notícias falsas. A lei já está sendo tratada como a “Lei Bolsonaro”, em referência ao candidato Jair Bolsonaro (PSL) que foi denunciado pelo jornal Folha de S.Paulo de receber Caixa 2 de empresários para espalhar notícias falsas sobre Fernando Haddad (PT) nas redes sociais. A ideia da lei é punir candidatos que divulgarem notícias falsas sobre seus adversários. De acordo com o site FayerWayer, Navarro disse que essa reforma irá sancionar a nova forma de fazer política adotada pela extrema direita da América Latina, que...

O senador chileno Alejandro Navarro irá propor ao Congresso do Chile uma lei que combata notícias falsas. A lei já está sendo tratada como a “Lei Bolsonaro”, em referência ao candidato Jair Bolsonaro (PSL) que foi denunciado pelo jornal Folha de S.Paulo de receber Caixa 2 de empresários para espalhar notícias falsas sobre Fernando Haddad (PT) nas redes sociais.

A ideia da lei é punir candidatos que divulgarem notícias falsas sobre seus adversários. De acordo com o site FayerWayer, Navarro disse que essa reforma irá sancionar a nova forma de fazer política adotada pela extrema direita da América Latina, que pesquisa as preferências dos usuários nas redes sociais e depois espalha mentiras destruindo a reputação dos candidatos adversários.

“Um presidente deve ser um líder que triunfa sem trapacear no debate político e nas urnas”, disse. Segundo ele, isso não é viver em uma democracia “saudável”.

“Caso contrário, ganhará o que mais se encontra, aquele que tem mais acesso a informações erradas por meio de redes sociais, o que contrata mais empresas de marketing político para manipular as informações e entregar conteúdo falso de forma deliberada”, afirmou.

Veja também:  Rui Costa responde a Bolsonaro: “não vou colocar PM para espancar o povo baiano”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum