Imprensa livre e independente
20 de fevereiro de 2018, 16h55

Senador que votou pelo impeachment pede desculpas à Dilma: “Maior equívoco da minha vida”

"Agora percebo que botei uma quadrilha ali", disse o senador Telmário Motta (PTB-RR) em um discurso no Senado em que tratava sobre a situação de venezuelanos em Roraima. Assista

Foto: Reprodução/TV Senado
O senador Telmário Motta (PTB-RR) acaba de integrar a lista dos “arrependidos do golpe”. Em discurso na tribuna do Senado nesta terça-feira (20), o senador pediu desculpas à ex-presidenta Dilma Rousseff por ter votado favoravelmente ao processo de impeachment. “Eu, infelizmente, cometi o maior equívoco da minha vida. O maior equívoco político da minha vida foi ter votado a favor desse impeachment, porque agora percebo que botei uma quadrilha ali”, disse ao final de uma fala em que criticava o presidente Michel Temer pela falta de “vontade política” em resolver a situação dos refugiados venezuelanos no estado de Roraima. “Quero até...

O senador Telmário Motta (PTB-RR) acaba de integrar a lista dos “arrependidos do golpe”. Em discurso na tribuna do Senado nesta terça-feira (20), o senador pediu desculpas à ex-presidenta Dilma Rousseff por ter votado favoravelmente ao processo de impeachment.

“Eu, infelizmente, cometi o maior equívoco da minha vida. O maior equívoco político da minha vida foi ter votado a favor desse impeachment, porque agora percebo que botei uma quadrilha ali”, disse ao final de uma fala em que criticava o presidente Michel Temer pela falta de “vontade política” em resolver a situação dos refugiados venezuelanos no estado de Roraima.

“Quero até aqui, de público, pedir desculpas, Dilma, porque você foi a melhor Presidenta para o meu Estado. Lamentavelmente, essa quadrilha hoje está sacrificando o meu Estado”, completou Motta.

Confira, abaixo, a transcrição de parte de seu discurso e, na sequência, o vídeo com a íntegra de sua fala.

“No lugar de atender aos anseios do povo de Roraima, está atendendo a anseios políticos de pessoas que jogam no quanto pior, melhor, lamentavelmente.

Então, está lá o Incra dificultando só o que é fácil: assinar um Termo de Cooperação Técnica – só assinar. O recurso já está à disposição da FEMARH, para realmente se fazer esse Cadastro Ambiental Rural.

Por último, ainda o Incra – e aqui a Secretaria de Segurança Nacional – está dificultando ao Governo do Estado receber o assentimento, que é uma autorização da Secretaria de Segurança Nacional, para que seja titular das terras de 12 glebas. Aquilo vai beneficiar a área rural e a área urbana, vai dar àquela população realmente… As terras passarão a ser definitivamente do proprietário.

E o que está faltando? Só essa autorização. Os estudos já foram feitos, todo mundo concorda; no entanto, por interesses políticos, o Governo Federal fica sacrificando o Estado de Roraima.

Eu lamento com profundidade que o Presidente Temer se curve a esses interesses políticos, até porque o Estado de Roraima.

Eu, infelizmente, cometi o maior equívoco da minha vida. O maior equívoco político da minha vida foi ter votado a favor desse impeachment, porque agora percebo que botei uma quadrilha ali.

Quero até aqui, de público, pedir desculpas, Dilma, porque você foi a melhor Presidenta para o meu Estado. Lamentavelmente, essa quadrilha hoje está sacrificando o meu Estado”.

Veja também:  Danilo Gentili: "Eduardo Bolsonaro falando inglês parece até o pai dele falando português”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum