Imprensa livre e independente
13 de junho de 2019, 20h13

Senador Randolfe Rodrigues denuncia ameaças recebidas por milícias digitais

Um dos articuladores para a reprovação do decreto de armas no Senado, Randolfe Rodrigues denunciou ameaças recebidas pelo telefone

Foto: Pedro França/Agência Senado
Segundo a jornalista Mônica Bergamo, da Folha, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da oposição, vai à polícia registrar boletim de ocorrência nesta quinta-feira (13) sobre ameaças de morte que vem sofrendo através de ligações e pelo WhatsApp. O parlamentar afirma ter recebido telefonemas em seu gabinete e mensagens de WhatsApp de pessoas que o atacavam por sua ser contrário ao decreto de armas do presidente Jair Bolsonaro. Randolfe foi um dos articuladores para a reprovação desse decreto na CCJ. Em uma das ligações, segundo Randolfe, uma pessoa que se identificava como militar disse que “é fácil ser contra o decreto...

Segundo a jornalista Mônica Bergamo, da Folha, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da oposição, vai à polícia registrar boletim de ocorrência nesta quinta-feira (13) sobre ameaças de morte que vem sofrendo através de ligações e pelo WhatsApp.

O parlamentar afirma ter recebido telefonemas em seu gabinete e mensagens de WhatsApp de pessoas que o atacavam por sua ser contrário ao decreto de armas do presidente Jair Bolsonaro. Randolfe foi um dos articuladores para a reprovação desse decreto na CCJ.

Em uma das ligações, segundo Randolfe, uma pessoa que se identificava como militar disse que “é fácil ser contra o decreto de armas sendo que ele anda com seguranças armada”. Em outra chamada, a pessoa teria dito: “Eu desafio o senador a sair na rua sem os seguranças armados”. No WhatsApp, um outro usuário teria afirmado que “nós, profissionais de segurança privada, estamos nos comunicando com colegas do Amapá para comunicar seu posicionamento contra o porte de armas”.

“Não vão nos intimidar! As ameaças traduzem o desespero das milícias digitais de Bolsonaro e reafirmam a importância do nosso trabalho contra o atraso civilizacional e retrocessos representados por este governo!”, disse Randolfe no Twitter logo após publicação da notícia.

Veja também:  Damares defende Eduardo Bolsonaro como embaixador: "É um menino culto e inteligente"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum