Imprensa livre e independente
02 de junho de 2016, 12h32

Senadores reavaliam votos sobre impeachment após 20 dias de governo Temer

Com menos de um mês do governo interino, senadores já apontam que podem reavaliar posicionamento em relação ao impeachment; entre eles, Romário (PSB-RJ), Acir Gurgacz (PDT-RO) e Cristovam Buarque (PPS-DF) Por Redação* Senadores que votaram a favor da abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff falaram abertamente sobre mudança de voto e indecisões. O senador Acir Gurgacz (PDT/RO), por exemplo, afirma que reviu sua posição inicial e acredita que outros parlamentares devem fazer o mesmo. Tudo indica que a decisão final será disputada, podendo ser definida com poucos votos de diferença. O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) assumiu encontrar dificuldade em...

Com menos de um mês do governo interino, senadores já apontam que podem reavaliar posicionamento em relação ao impeachment; entre eles, Romário (PSB-RJ), Acir Gurgacz (PDT-RO) e Cristovam Buarque (PPS-DF)

Por Redação*

Senadores que votaram a favor da abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff falaram abertamente sobre mudança de voto e indecisões. O senador Acir Gurgacz (PDT/RO), por exemplo, afirma que reviu sua posição inicial e acredita que outros parlamentares devem fazer o mesmo.

Tudo indica que a decisão final será disputada, podendo ser definida com poucos votos de diferença. O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) assumiu encontrar dificuldade em se convencer de que há crime por parte da presidenta, capaz de ignorar os mais de 50 milhões de votos que a elegeram.

O senador Romário (PSB/RJ) disse, em entrevista para O Globo, que votou pelo impeachment para que se averiguasse se havia ou não crime e novos fatos apresentados – como o áudio vazado de Romero Jucá – devem influenciar seu próximo voto.

Além disso, ele deixou, nesta quarta-feira (1), a comissão especial de impeachment e criticou o governo interino de Michel Temer. A vaga foi assumida pela senadora Lúcia Vânia (PSB-GO). Hélio José (PMDB-DF) também pode mudar seu posicionamento. O senador já deu declarações de que um governo Temer seria pior do que o de Dilma.

Veja também:  Ministro britânico garante que Assange não será estraditado para país com pena de morte

*Com informações do jornal Folha de S.Paulo e da Revista Brasileiros
Foto de capa: Lula Marques / Agência PT

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum