Imprensa livre e independente
22 de abril de 2019, 10h11

Sheherazade diz que pedido de impeachment de Mourão é “factoide para agitar militância”

Apresentadora do SBT é autora do tuíte curtido por Hamilton Mourão que resultou em um pedido de impeachment proposto pelo deputado Marco Feliciano

Rachel Sheherazade e Hamilton Mourão (Montagem)
Autora do tuíte curtido pelo vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), que resultou em um pedido de impeachment proposto pelo deputado Marco Feliciano (Podemos/SP), a jornalista Rachel Sheherazade minimizou a ação do parlamentar contra o general, dizendo que a proposição é mais um “factoide para agitar a militância”, em entrevista a Joelmir Tavares, na edição desta segunda-feira (22), da Folha de S.Paulo. Leia também: Mourão “curte” postagem crítica a Bolsonaro; Feliciano vai pedir impeachment do vice “Esse pedido de impeachment não tem respaldo político nem legal. Não passa de mais um factoide para agitar militância, criando uma falaciosa conspiração do vice”, disse. Atualmente...

Autora do tuíte curtido pelo vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), que resultou em um pedido de impeachment proposto pelo deputado Marco Feliciano (Podemos/SP), a jornalista Rachel Sheherazade minimizou a ação do parlamentar contra o general, dizendo que a proposição é mais um “factoide para agitar a militância”, em entrevista a Joelmir Tavares, na edição desta segunda-feira (22), da Folha de S.Paulo.

Leia também: Mourão “curte” postagem crítica a Bolsonaro; Feliciano vai pedir impeachment do vice

“Esse pedido de impeachment não tem respaldo político nem legal. Não passa de mais um factoide para agitar militância, criando uma falaciosa conspiração do vice”, disse.

Atualmente crítica das ações de Jair Bolsonaro, a apresentadora do SBT tem se declarado fã de Mourão. No dia 8, Sheherazade foi ao Twitter dar parabéns ao general “pela lucidez” em uma palestra na Universidade Harvard, nos Estados Unidos.

“Finalmente um representante do governo não nos causa vergonha alheia. Muito pelo contrário: o vice mostrou como ele e o presidente são diferentes: um é o vinho, o outro vinagre”, escreveu na rede social.

Veja também:  Proposta recria departamento do Ministério da Saúde exclusivo para DSTs

Quatro dias depois, a jornalista compartilhou com seu 1,5 milhão de seguidores o que chamou de “a glória”: o perfil de Mourão havia “curtido” a mensagem.

Para Feliciano, a reação positiva ao tuíte de Sheherazade é uma das provas de que o vice está conspirando para tomar o lugar de Bolsonaro.

“A vigília ostensiva desse tipo de interação por parte do deputado (Feliciano) nos fala mais sobre a prática do parlamentar do que sobre o caráter do vice-presidente. Enquanto um trabalha incessantemente em prol do governo e do país, o outro negligencia suas obrigações parlamentares para se tornar um fiscal de curtidas. Não pagamos o salário do senhor Feliciano para ser vigia de redes sociais”, diz a apresentadora que, desde 2018, diz não ter “empatia política” por Bolsonaro.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum