Imprensa livre e independente
11 de julho de 2019, 16h43

“Sinfonia das Florestas”, de Ricardo Tacuchian, é executada nesta sexta o Rio

Apresentada na Espanha, em 2013, e em Niterói, no último dia 7, obra orquestral lança luz sobre relevantes questões atuais, como desmatamento, queimadas e proteção ambiental

Foto: Stefano Aguiar/Divulgação
No ano em que se festeja os 80 anos do compositor e regente Ricardo Tacuchian, um dos mais prestigiados do país e membro da Academia Brasileira de Música, a “Sinfonia das Florestas” será apresentada na Sala Cecília Meireles, nesta sexta-feira (12), com a Orquestra Sinfônica Nacional da UFF, sob regência de Tobias Volkmann e com a participação da soprano Marianna Lima. A estreia nacional da obra aconteceu no último dia 7 de julho, pela mesma orquestra, no Cine Arte UFF. Escrita em 2012 em quatro movimentos para orquestra sinfônica e solo de soprano, a obra só foi apresentada fora do país, em...

No ano em que se festeja os 80 anos do compositor e regente Ricardo Tacuchian, um dos mais prestigiados do país e membro da Academia Brasileira de Música, a “Sinfonia das Florestas” será apresentada na Sala Cecília Meireles, nesta sexta-feira (12), com a Orquestra Sinfônica Nacional da UFF, sob regência de Tobias Volkmann e com a participação da soprano Marianna Lima.

A estreia nacional da obra aconteceu no último dia 7 de julho, pela mesma orquestra, no Cine Arte UFF.

Escrita em 2012 em quatro movimentos para orquestra sinfônica e solo de soprano, a obra só foi apresentada fora do país, em 2013, quando teve sua estreia mundial nas três cidades de Castilla e Léon (Espanha), pela Orquesta Sinfónica del Conservatorio Superior de Música de Castilla-León, sob a regência do Maestro Javier Castro e com a participação da soprano espanhola Sofía Pintor, com surpreendente resposta do público espanhol.

A obra está dividida em quatro movimentos: 1. Amazônia; 2. Cerrado; 3. Queimadas; e 4. Mata Atlântica. A “Sinfonia das Florestas” é uma obra que guarda algumas referências da forma Sinfonia. Apesar de reportar-se às florestas brasileiras, é, na realidade, uma metáfora de todas florestas do mundo que correm o risco de desaparecer.

Veja também:  Bolsonaro será representado na PGR por fala contra nordestinos e pode sofrer impeachment

“Não se trata de uma obra folhetinesca”, afirma Tacuchian. “Seus objetivos são antes poéticos, embora se refira a um dos problemas mais marcantes da humanidade, na atualidade: a luta pela preservação das florestas do mundo como uma das formas de atenuar o aquecimento global e o prejuízo do bioma de nosso planeta”, completa.

Os textos dos poetas Thiago de Mello, no primeiro movimento, e de Gerson Valle, no quarto movimento, são apresentados numa aura de dor e êxtase. O terceiro movimento, Queimadas, é quase uma denúncia contra os desmatamentos e queimadas que degradam as nascentes fluviais, poluem o ambiente e ameaçam a biodiversidade. “No entanto, a obra é otimista e mostra que há ainda tempo para a volta ao bom senso pelas autoridades que governam o mundo e pelas pessoas comuns que nele habitam”, conclui o compositor.

SERVIÇO:

12/07, sexta-feira – Orquestra Sinfônica Nacional da UFF estreia “Sinfonia das Florestas”, de Ricardo Tacuchian

Local: Sala Cecília Meireles

Horário: 20:00

Endereço: Largo da Lapa, 47, Lapa, Rio de Janeiro

Ingressos: R$ 40,00 inteira – R$20,00 estudantes e idosos.

 

Veja também:  Capa de Veja permite narrativa para um novo AI-5

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum