Imprensa livre e independente
27 de agosto de 2018, 21h58

STF voltará a discutir liberdade de Lula em setembro

Julgamento de recurso contra o habeas corpus negado ao petista em abril foi liberado pelo relator Edson Fachin

Foto: Ricardo Stuckert
A liberdade do ex-presidente Lula voltará a ser discutida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em setembro. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, liberou nesta segunda-feira (27) para o plenário o julgamento do recurso do habeas corpus negado ao ex-presidente em abril. Naquele mês Lula foi preso e permanece, até hoje, encarcerado na superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR). Apresentados em junho pela defesa do petista, os embargos de declaração pedem esclarecimentos do julgamento de abril que, de acordo com os advogados não ficou claro se a prisão de...

A liberdade do ex-presidente Lula voltará a ser discutida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em setembro. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, liberou nesta segunda-feira (27) para o plenário o julgamento do recurso do habeas corpus negado ao ex-presidente em abril. Naquele mês Lula foi preso e permanece, até hoje, encarcerado na superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR).

Apresentados em junho pela defesa do petista, os embargos de declaração pedem esclarecimentos do julgamento de abril que, de acordo com os advogados não ficou claro se a prisão de condenados em segunda instância deve ser automática ou se precisa de uma justificativa em cada caso.

De acordo com o andamento do processo disponível no site do STF, o julgamento será virtual e acontecerá entre 7 e 13 de setembro.

Veja também:  Editor do The Intercept Brasil rebate Merval Pereira: “Não é jornalista”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum