#Berretos

08 de outubro de 2019, 15h25

Terrorismo

Manoel Herzog: “A língua, essa entidade viva e dinâmica, tende hoje a associar o termo ‘terrorista’ a algo de santo; todo terrorista que se preza é um criminoso, mas um criminoso ‘do bem’”