#Crise na Argentina

30 de maio de 2019, 08h45

Centrais sindicais argentinas fazem balanço positivo da greve geral desta quarta-feira

Paralisação durou 36 horas e se reproduziu nas principais cidades do país, além de reunir cerca de 45 mil pessoas no ato principal, realizado em frente ao Obelisco, em Buenos Aires.