#Lulismo em debate

12 de abril de 2011, 12h32

O Brasil de Lula e o fatalismo dos fracos

Por Ruy Braga: Este mês de abril, Perry Anderson publicou um longo artigo sobre “O Brasil de Lula”. Ao longo de boa parte do texto, somos convidados a comparar três das mais paradigmáticas interpretações do “lulismo”: a hipótese do “subperonismo”, avançada por FHC, a hipótese do, digamos assim, “neofordismo” (devido à comparação das duas presidências de Lula àquelas de F. D. Roosevelt), sustentada por André Singer e a hipótese da “hegemonia às avessas”, desenvolvida por Chico de Oliveira.