#Mairawê Kaiabi

02 de junho de 2019, 11h49

Governo Bolsonaro abandona atendimento médico a indígenas. Mortes de bebês acendem alerta

Dos 372 médicos que trabalhavam em terras indígenas, 301 eram cubanos do programa Mais Médicos que foram embora quando Bolsonaro anunciou o fim da parceria