#preguntas

25 de abril de 2011, 10h50

Recanto das Abobrinhas XIII

Pós-conceitos (conceitos que você não vai encontrar em nenhum dicionário)  Vicejante – político ainda meio verde, que não dá concorrer ao cargo principal e tem que se contentar em ser vice. • • • Sirigaita – instrumento musical de sopro, feito com as carcaças daqueles bichinhos que dão no mangue. • • • Prosódia – nome que dão a […]


12 de abril de 2011, 11h53

Desaforismo XII

Pós-conceitos (conceitos que você não vai encontrar em nenhum dicionário)  Tête-à-tête – teta com teta, em francês: é assim que começa uma relação homossexual entre mulheres, quando se beijam com o corpo colado. • • • Cavalete – pônei, cavalo pequeno. O feminino, lógico, é egüete. • • • Triângulo obtuso – obtuso tem, mais ou menos o sentido […]


03 de abril de 2011, 12h06

Recanto das Abobrinhas XI

Pós-conceitos  Casa de tolerância – moradia de gente muito calma e tranqüila, bondosa, que dá os outros tudo o que pode. • • • Five o’clock tea – viadagem, em inglês. Epa! Olha o preconceito! • • • Previdência – a vida mundana de certos médiuns antes deles se tornarem videntes.   Desaforismos Homem que não come cinco pratos […]


22 de março de 2011, 10h06

Recanto das Abobrinhas X

Pós-conceitos (conceitos que você não vai encontrar em nenhum dicionário) Vertebrado – verter, na linguagem popular, é urinar, mijar. Vertebrado é mijado. Vale tanto para bebê quanto para aqueles bêbados que mijam perna abaixo. Federativo – peido do tipo que não estrala. Domicílio – lugar para domar pessoas, para que fiquem bem comportadas. Desaforismos (aforismos […]


28 de fevereiro de 2011, 11h21

Recanto das Abobrinhas VIII

Pós-conceitos Saudita – gente sadia, que vende saúde. Ou aluga. Bufão – peidorreiro. Cérbero – cabeça ruim: é uma corruptela de cérebro. Quem é chamado de cérbero não gosta e diz que isso é cachorrada. Desaforismos Nem só da classe média vive a imbecilidade. • • • Adorava peixe. Foi à praia, conheceu uma moça […]


15 de fevereiro de 2011, 10h56

Recanto das Abobrinhas VII

Pós-conceitos Ramboia – nome de guerra do Rambo, quando se traveste e sai para a gandaia à noite. Tapioca – mulher enganadora, que tapeia os homens. Marketeiro – resultado do cruzamento do Rei Midas com um mágico ilusionista. Principalmente na política, transforma merda em ouro, mas nó na cabeça das pessoas: a merda continua sendo […]


07 de fevereiro de 2011, 11h27

Recanto das Abobrinhas VI

  Desaforismos (aforismos meio desaforados) No Brasil, assim como as estações ferroviárias, primavera, verão, outono e inverno são estações que não funcionam. • • • A praça é do automóvel, como o céu é da poluição. • • • De cidadão emérito para persona non grata, às vezes basta o homenageado tornar-se realmente mais conhecido.    Kaikais (desaforimos imitando […]


31 de janeiro de 2011, 15h42

Recanto das Abobrinhas VI

Pós-conceitos (conceitos que você não vai encontrar em nenhum dicionário)    Efeito El Niño – resultado de uma transa sem camisinha: aparece, normalmente, nove meses depois.  Vernissage – atividade em que se vai para mostrar um verniz de cultura.  Desposado – modelo em momento de folga, sem fazer pose.    Desaforismos (aforismos meio desaforados)   […]


26 de janeiro de 2011, 11h38

Recanto das Abobrinhas V

Preguntas (perguntas perfurantes)    Francês falso pode ter sorriso franco?  • • • Tocador de clarineta pode viver na flauta? • • • Vale pra cego o ditado “quem viver verá”? • • • Pica-pau, que tem pica e tem pau, é duplamente macho?   Desaforismos (aforismos meio desaforados)  O buraco é mais em cima, disse-me a jogadora de basquete. • • • […]


11 de janeiro de 2011, 04h45

Recanto das abobrinhas

Pós-conceitos (Conceitos que você não vai encontrar em nenhum dicionário) Voltagem – viagem de volta, geralmente chata. Na ida para umas férias, por exemplo, é uma delícia, mas na voltagem é um choque. * * * Ponto G – no croché, é o que dá mais prazer às artesãs, segundo quem entende do assunto. * […]