#Stefon Bristol

03 de junho de 2019, 23h13

Transtopia afrofuturista e privilégio branco em “A gente se vê ontem”, de Stefon Bristol

Na coluna de Tomaz Amorim, Stella Paterniani analisa o filme “A gente se vê ontem”, dirigido por Stefon Bristol e produzido por Spike Lee para a Netflix, e suas especificidades como uma obra de ficção científica negra