#Verdade sobre o passado

15 de agosto de 2012, 10h22

Condenação do Ustra abre portas para novas ações

Da CartaCapital: O TJ-SP decidiu por unanimidade negar o recurso do Coronel Ustra e manter a condenação que o reconhecia como responsável por crimes de tortura durante a ditadura. A decisão é relevantíssima: pela primeira vez o Tribunal paulista reconhece que um agente público específico praticou crimes de tortura no exercício de função publica contra presos políticos na época da ditadura militar.