Imprensa livre e independente
26 de novembro de 2018, 18h28

Temer sanciona reajuste dos ministros do STF e Fux revoga auxílio-moradia

O reajuste para ministros do STF, de R$ 33 mil para R$ 39 mil, foi aprovado no Senado no dia 7 de novembro;  Temer tinha até esta semana para sancionar ou vetar

Foto: Beto Barata/PR
O presidente Michel Temer sancionou, nesta segunda-feira (26), o reajuste para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Com isso, de acordo com informações do G1, o ministro da Corte, Luiz Fux, revogará o auxílio-moradia para juízes. O benefício, atualmente pago a juízes de todo o país, é de cerca de R$ 4 mil.  O fim do auxílio-moradia foi uma alternativa negociada entre o Palácio do Planalto e o STF para reduzir o impacto do reajuste. Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais O reajuste para ministros do STF,...

O presidente Michel Temer sancionou, nesta segunda-feira (26), o reajuste para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Com isso, de acordo com informações do G1, o ministro da Corte, Luiz Fux, revogará o auxílio-moradia para juízes.

O benefício, atualmente pago a juízes de todo o país, é de cerca de R$ 4 mil.  O fim do auxílio-moradia foi uma alternativa negociada entre o Palácio do Planalto e o STF para reduzir o impacto do reajuste.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

O reajuste para ministros do STF, de R$ 33 mil para R$ 39 mil, foi aprovado no Senado no dia 7 de novembro.  Temer tinha até esta semana para sancionar ou vetar.

Embora o Supremo tenha recursos no próprio orçamento para pagar o reajuste, o aumento causa preocupação, isso porque o reajuste de ministros do STF gera um “efeito cascata” nas carreiras do funcionalismo, pois dispara um aumento automático para a magistratura e para integrantes do Ministério Público.  O salário de ministro do Supremo funciona como teto para as carreiras de servidores. Com isso, outras categorias poderão passar a ganhar mais.

Veja também:  Ministros do STF veem inconstitucionalidade na indicação de Eduardo Bolsonaro como embaixador

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum