Imprensa livre e independente
07 de julho de 2019, 19h53

Tite e Marquinhos se recusam a cumprimentar Bolsonaro em premiação da Copa América

Treinador e zagueiro ignoraram a presença do presidente na entrega das medalhas

O técnico da seleção brasileira não fez o mínimo esforço para parecer cordial com o presidente da república. Ao se dirigir para receber a premiação pela conquista da Copa América, Tite cumprimentou as autoridades ali presente, mas não estendeu a mão para Jair Bolsonaro. Quem teve a mesma atitude do treinador foi o zagueiro Marquinhos. Imagens da transmissão mostram os dois integrantes da seleção brasileira passando indiferentes por Bolsonaro. No caso de Tite, o presidente teve que se esforçar para chamar atenção do técnico. Antes disso o presidente já havia sido recepcionado com vaias pela torcida que estava no Maracanã...

O técnico da seleção brasileira não fez o mínimo esforço para parecer cordial com o presidente da república. Ao se dirigir para receber a premiação pela conquista da Copa América, Tite cumprimentou as autoridades ali presente, mas não estendeu a mão para Jair Bolsonaro. Quem teve a mesma atitude do treinador foi o zagueiro Marquinhos.

Imagens da transmissão mostram os dois integrantes da seleção brasileira passando indiferentes por Bolsonaro. No caso de Tite, o presidente teve que se esforçar para chamar atenção do técnico.

Antes disso o presidente já havia sido recepcionado com vaias pela torcida que estava no Maracanã assim que pisou no gramado do estádio.

Veja também: Em vídeo, Tite diz não a Bolsonaro e manda recado para Lula

A atitude dos integrantes da seleção brasileira gerou uma série de comentários nas redes sociais.

 

Veja também:  Vídeo: Esposa do jogador Thiago Silva diz que mulher que se suicidou por depressão vai "queimar no inferno"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum