Imprensa livre e independente
09 de fevereiro de 2012, 14h23

Toques Musicais

Junte tudo o que é seu…, de Carlos Navas, e Chico César como secretário de Cultura da Paraíba. Por Julinho Bittencourt   Existem três fortes razões para ouvir e se apaixonar pelo disco Junte tudo o que é seu…, de Carlos Navas. A primeira delas é a linda voz e interpretação certeira e encantadora do autor do disco. A outra, é que Navas é acompanhado ao longo de toda a gravação apenas pelo lindo piano de Gustavo Sarzi. A terceira e definitiva razão habita o olimpo da nossa canção popular. O disco inteiro é formado por canções de Custódio Mesquita....

Junte tudo o que é seu…, de Carlos Navas, e Chico César como secretário de Cultura da Paraíba.

Por Julinho Bittencourt

 

Existem três fortes razões para ouvir e se apaixonar pelo disco Junte tudo o que é seu…, de Carlos Navas. A primeira delas é a linda voz e interpretação certeira e encantadora do autor do disco. A outra, é que Navas é acompanhado ao longo de toda a gravação apenas pelo lindo piano de Gustavo Sarzi. A terceira e definitiva razão habita o olimpo da nossa canção popular. O disco inteiro é formado por canções de Custódio Mesquita.

Posto isso, seria óbvio e temerário que algo aí pudesse não funcionar. Não basta, assim como quem prepara uma receita qualquer, juntar três grandes ingredientes para que tudo dê certo. As coisas precisam se harmonizar, tudo precisa estar, enfim, em perfeita sintonia. Navas, em seu nono disco, nos dá a impressão de que nasceu para cantar essas canções. Suas pausas curtas, o ritmo contido, a intensidade com que pronuncia os versos, parece que nasceram colados às obras de Custódio desde sempre.

Continue lendo aqui.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum