Segunda Tela

13 de março de 2018, 10h46

Torcedor faz gestos obscenos para camarote com mulheres e é filmado

Foi o segundo caso de flagrante de agressão a mulheres envolvendo torcedores do Inter, durante o Gre-Nal do último domingo

Um torcedor do Internacional foi filmado fazendo um gesto que remete ao sexo oral dentro do estádio Beira-Rio momentos antes do clássico entre Grêmio e Internacional, neste domingo (11). Na imagem, o colorado aparece com as mãos em direção a boca e na região genital, provocando pessoas que estão em um nível acima.

O vídeo foi feito pela jornalista Juliana Palma, de 27 anos, que o publicou em suas redes sociais. Segundo ela, que é gremista e estava em um dos camarotes do Beira-Rio, o torcedor rival se dirigia a um grupo de mulheres, também gremistas, no camarote ao lado.

“Tinha umas gurias no camarote do lado, umas três ou quatro, bem guriazinhas, uns 20 ou 21 anos”, disse ela ao UOL Esporte. “O jogo não tinha nem começado. Elas estavam cantando músicas do Grêmio, e esse homem estava embaixo com os amigos. Ele começou a fazer o gesto, e eu fiquei brava. Ele parou e depois voltou de novo quando o Inter entrou em campo eu acho.”

Veja também:  Bolsominions lançam hashtag #SenadoVergonhadoBrasil em defesa de Moro

Juliana, que se disse acostumada a frequentar estádios, afirmou que nunca tinha visto nesse ambiente uma provocação tão agressiva de homens em relação a mulheres torcedoras. “Piadinhas, cantadas, sempre tem, mas dessa forma agressiva foi a primeira vez que eu vi disse ela. As meninas não deram muita bola, mas eu fiquei indignada.”

Ao publicar o flagrante, a jornalista recebeu apoio de homens e mulheres e também críticas de quem achou que esse tipo de comportamento é normal e aceitável no meio da torcida. Ela torce para que o homem filmado fazendo os gestos seja punido de alguma forma.

No mesmo jogo, uma repórter da Rádio Gaúcha foi agredida por outro torcedor do Internacional. Também no Twitter, Renata Medeiros publicou um vídeo em que mostra o torcedor batendo em seu braço. A jornalista prestou queixa e recebeu a solidariedade de colegas de profissional e do Internacional.

Com informações do UOL

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum