Imprensa livre e independente
13 de junho de 2019, 15h04

Trump comete gafe e chama Charles de “Príncipe das Baleias”

Trump fez um trocadilho com o título de Charles, e em vez de chamá-lo de Prince of Wales ("Príncipe de Gales"), se referiu a ele como Prince of Whales ("Príncipe das Baleias")

Donald Trump (Arquivo)
Fazendo jus a sua fama de polêmico, o presidente estadunidense Donald Trump fez comentários jocosos em relação ao príncipe Charles, em sua conta de Twitter, e acrescentou mais uma gafe para a sua já recheada coleção. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo Em comentário publicado nesta quinta-feira (13), Trump fez um trocadilho com o título de Charles, e em vez de chamá-lo de Prince of Wales (“Príncipe de Gales”), se referiu a ele como Prince of Whales (“Príncipe das Baleias”).   Como não podia deixar de ser, as redes sociais...

Fazendo jus a sua fama de polêmico, o presidente estadunidense Donald Trump fez comentários jocosos em relação ao príncipe Charles, em sua conta de Twitter, e acrescentou mais uma gafe para a sua já recheada coleção.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Em comentário publicado nesta quinta-feira (13), Trump fez um trocadilho com o título de Charles, e em vez de chamá-lo de Prince of Wales (“Príncipe de Gales”), se referiu a ele como Prince of Whales (“Príncipe das Baleias”).

 

Como não podia deixar de ser, as redes sociais já transformaram gafe em trending topic. Em questão de minutos, milhares de memes sobre o “Príncipe das Baleias” se espalharam por toda as redes sociais.

O título de príncipe de Gales é concedido tradicionalmente ao primeiro herdeiro do trono do Reino Unido, e por isso é ocupado por Charles, filho mais velho da monarca Elizabeth II, que assumiria a coroa quando ela venha a falecer.

Veja também:  Movimento negro denuncia Bolsonaro à Comissão de Direitos Humanos da OEA

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum