Imprensa livre e independente
29 de maio de 2018, 09h11

TSE pode antecipar decisão de impedir Lula candidato nesta terça; Bolsonaro também corre risco

Campanha eleitoral deve sofrer reviravolta nesta terça-feira

Um julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) previsto para a tarde desta terça-feira deve provocar um verdadeiro terremoto no cenário político nacional. As candidaturas dos dois primeiros candidatos na disputal, Lula (PT) e Bolsonaro (PSL) podem ser inviabilizadas se o plenário decidir que réus não podem disputar as eleições. Lula já foi condenado em segunda instância, enquanto Bolsonaro é réu em duas ações no STF. A expectativa é que o TSE decida por unanimidade pelo impedimento das candidaturas. O debate estava embargado no TSE porque o ministro Napoleão Maia Filho se recusava a discutir especificamente a candidatura de Lula. Ele...

Um julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) previsto para a tarde desta terça-feira deve provocar um verdadeiro terremoto no cenário político nacional. As candidaturas dos dois primeiros candidatos na disputal, Lula (PT) e Bolsonaro (PSL) podem ser inviabilizadas se o plenário decidir que réus não podem disputar as eleições. Lula já foi condenado em segunda instância, enquanto Bolsonaro é réu em duas ações no STF.

A expectativa é que o TSE decida por unanimidade pelo impedimento das candidaturas. O debate estava embargado no TSE porque o ministro Napoleão Maia Filho se recusava a discutir especificamente a candidatura de Lula. Ele foi convencido por seus colegas a mudar de opinião sob o argumento de o caso ser apreciado em tese.

Lula foi condenado em segunda instância no caso do tríplex do Guarujá enquanto Bolsonaro responde no STF pelos crimes de apologia ao estupro e injúria. Ele disparou contra a deputada Maria do Rosário (PT) que só não estupraria “porque não merece”.

Veja também:  Datafolha: Ministros de Bolsonaro são desconhecidos

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum