Imprensa livre e independente
19 de março de 2014, 13h12

Ucrânia: políticos apoiados pelo Ocidente agridem diretor de canal e postam na internet

Membros do partido Svoboda invadem escritório de canal ucraniano e forçam a assinatura de renúncia de diretor por meio de agressões físicas. Confira o vídeo

Ao menos três parlamentares ucranianos, apoiados pelo Ocidente, humilharam, agrediram e forçaram o pedido de demissão de diretor de canal televisivo na Ucrânia. Por Vinicius Gomes Acusado de ser anti-ucraniano e “um lixo russo” pelos auto-proclamados membros do comitê da Liberdade de Expressão e Informação, Alekasndr Pantelymonov, diretor-interino de um canal de televisão na Ucrânia, foi agredido fisicamente e forçado a renunciar ao cargo. Dentre os integrantes desse novo comitê “regulador” da mídia estavam o parlamentar Igor Miroshninchenko e o ideólogo Andrey Ilyenko, ambos membros do Partido Svoboda que, em mais uma prova da ironia sádica da situação, significa “liberdade”, em ucraniano. Os...

Ao menos três parlamentares ucranianos, apoiados pelo Ocidente, humilharam, agrediram e forçaram o pedido de demissão de diretor de canal televisivo na Ucrânia.

Por Vinicius Gomes

Acusado de ser anti-ucraniano e “um lixo russo” pelos auto-proclamados membros do comitê da Liberdade de Expressão e Informação, Alekasndr Pantelymonov, diretor-interino de um canal de televisão na Ucrânia, foi agredido fisicamente e forçado a renunciar ao cargo.

Dentre os integrantes desse novo comitê “regulador” da mídia estavam o parlamentar Igor Miroshninchenko e o ideólogo Andrey Ilyenko, ambos membros do Partido Svoboda que, em mais uma prova da ironia sádica da situação, significa “liberdade”, em ucraniano. Os próprios membros do partido de extrema-direita filmaram o ataque e postaram online. Assista abaixo:

Veja também:  Em 2005, o então deputado Bolsonaro trabalhou em defesa do nepotismo

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum