Imprensa livre e independente
25 de junho de 2016, 12h19

UK: Pedido por novo referendo tem 1,5 milhão de assinaturas

Após a decisão histórica da saída da Grã-Bretanha da União Europeia, pedido publicado no site do Parlamento que pede novo referendo já conta com 1,5 milhão mil assinaturas.

Após a decisão histórica da saída da Grã-Bretanha da União Europeia, pedido publicado no site do Parlamento que pede novo referendo já conta com 1,5 milhão mil assinaturas. Por redação Cerca de 1,5 milhão de pessoas já assinaram petição para novo referendo que foi solicitado no site do Parlamento Britânico por Willian Oliver, um cidadão que aproveitou o fato de que na Inglaterra se uma petição atinge mais de 100 mil assinaturas ela deve ser discutida pelo Parlamento.   O documento encaminha os seguintes pontos para que o Parlamento Britânico discuta: a) que para que um plebiscito tenha validade ele deve ter ao...

Após a decisão histórica da saída da Grã-Bretanha da União Europeia, pedido publicado no site do Parlamento que pede novo referendo já conta com 1,5 milhão mil assinaturas.

Por redação

Cerca de 1,5 milhão de pessoas já assinaram petição para novo referendo que foi solicitado no site do Parlamento Britânico por Willian Oliver, um cidadão que aproveitou o fato de que na Inglaterra se uma petição atinge mais de 100 mil assinaturas ela deve ser discutida pelo Parlamento.

 

O documento encaminha os seguintes pontos para que o Parlamento Britânico discuta: a) que para que um plebiscito tenha validade ele deve ter ao menos 75% de participação da população; b)  que para que uma mudança aconteça ao menos 60% dos eleitores devem votar a favor dela,

E com base nisso pede novo referendo para discutir a saída da Zona do Euro. participou do processo e, portanto, solicita que haja novo referendo.

A primeira grande consequência política da decisão do plebiscito foi o pedido de renúncia do Primeiro Ministro David Cameron. Ele já anunciou que vai deixar o cargo em outubro.

Veja também:  Eduardo Bolsonaro sobre embaixada: “já fiz intercâmbio, já fritei hambúrgueres nos EUA"

Com essa decisão, imagina-se que o Partido Conservador deve apresentar o nome do ex-prefeito de Londres, Boris Johnson, um dos principais defensores do Brexit, para assumir o cargo.

Johnson é ainda mais conservador do que Cameron e isso levaria o Reino Unido para uma posição ainda mais apartada do restante da Europa.

 

Foto: Tom Evans/ Crown Copyright

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum