Imprensa livre e independente
17 de agosto de 2018, 10h01

Unicamp divulga foto de suspeito de pichações nazistas na biblioteca da entidade

Quem reconhecer o suspeito ou tiver informações sobre a autoria do ato, deve entrar em contato com a Vigilância do Campus

O suspeito na biblioteca da Unicamp. Foto: Unicamp
A administração central da Unicamp divulgou nesta quinta-feira (16), por orientação da Polícia Civil, imagens do circuito interno de câmeras que mostram um suspeito da autoria de pichações de cunho nazista e de apologia à violência na biblioteca do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), Instituto de Geociências (IG), Biblioteca Central (BC) e Ciclo Básico (CB). O material também já foi disponibilizado para a Policia Civil, que conduz as investigações. Quem reconhecer o suspeito ou tiver informações sobre a autoria do ato, deve entrar em contato com a Vigilância do Campus, por meio do telefone 35216000. Poder Branco A Biblioteca Antonio...

A administração central da Unicamp divulgou nesta quinta-feira (16), por orientação da Polícia Civil, imagens do circuito interno de câmeras que mostram um suspeito da autoria de pichações de cunho nazista e de apologia à violência na biblioteca do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), Instituto de Geociências (IG), Biblioteca Central (BC) e Ciclo Básico (CB).

O material também já foi disponibilizado para a Policia Civil, que conduz as investigações. Quem reconhecer o suspeito ou tiver informações sobre a autoria do ato, deve entrar em contato com a Vigilância do Campus, por meio do telefone 35216000.

Poder Branco

A Biblioteca Antonio Candido, do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), e os banheiros do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior de São Paulo, amanheceram nesta quarta-feira (15), com pichações racistas, desenhos de suásticas e com mensagens de ameaça em mesas, paredes e telas de computadores.

A reitoria abriu sindicância para apurar o caso e registrou o vandalismo na Polícia Civil. A diretoria do IEL disse que câmeras flagraram os atos, cometidos na noite da terça-feira (14) e que o rosto do autor é visível nas imagens.

Veja também:  Após decisão de Toffoli, MP-RJ pede permissão para continuar investigação no caso Queiroz/Coaf

Com teor de ameaça, as pichações continham suásticas e mensagens como “Vai ter Massacre #Columbine” e “Poder Branco”. “Todas as providências administrativas, jurídicas e policiais estão sendo tomadas para identificar e processar o autor desse ato criminoso. A Biblioteca permanecerá fechada até que se conclua a perícia”, informou o IEL.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum