Imprensa livre e independente
02 de junho de 2017, 12h25

Vazamento atinge delegado que denunciou Lava Jato antes de ação chegar a juiz

Processo contra Mario Fanton corre em segredo de Justiça, mas poucas horas depois de o Ministério Público protocolar acusação, porta-vozes da Lava-Jato como G1 do Paraná e O Antagonista publicaram textos contra ele Por Redação* O delegado da Polícia Federal Mario Fanton denunciou, em 2014, que membros da operação Lava Jato tinham instalado grampos ilegais na cela do doleiro Alberto Youssef. A partir daí, vem sofrendo processos e acusações cotidianas. A última delas ocorreu em 31 de maio deste ano. Nesse dia, o Ministério Público protocolou acusação de que Fanton vazara detalhes da operação Carne Fraca para o ex-deputado André...

Processo contra Mario Fanton corre em segredo de Justiça, mas poucas horas depois de o Ministério Público protocolar acusação, porta-vozes da Lava-Jato como G1 do Paraná e O Antagonista publicaram textos contra ele

Por Redação*

O delegado da Polícia Federal Mario Fanton denunciou, em 2014, que membros da operação Lava Jato tinham instalado grampos ilegais na cela do doleiro Alberto Youssef. A partir daí, vem sofrendo processos e acusações cotidianas. A última delas ocorreu em 31 de maio deste ano. Nesse dia, o Ministério Público protocolou acusação de que Fanton vazara detalhes da operação Carne Fraca para o ex-deputado André Vargas.

Embora os processos contra Fanton estejam protegidos por segredo de Justiça, poucas horas depois de ação ser protocolada e antes de o documento chegar às mãos do juiz Marcos Josegrei, a acusação foi publicada nos sites do G1 do Paraná e no O Antagonista. Pouco depois, no Estadão. É bom lembrar que, recentemente, O Antagonista chegou a postar em tempo real o que estava ocorrendo em audiência fechada do juiz Sergio Moro.

Veja também:  Show de Elza Soares termina com gritos de #LulaLivre

Em nota, o advogado de Fanton, Michel Asckar, cita os prejuízos dessa condenação pelos porta-vozes da Lava Jato. “Mais uma vez vemos o triste episódio de referida denúncia ter sido inserida na data de hoje, por volta das 14h, no site eletrônico da Justiça Federal e, sem qualquer apreciação do poder Judiciário, já ser divulgada na imprensa, com o fim de buscar, ao menos, a condenação pública do referido delegado.” Leia a íntegra da nota aqui. Para o advogado, citado no blog de Marcelo Auler, essa nova acusação contra Fanton deverá ser rejeitada em juízo. “Ela é claramente uma retaliação ao delegado pelas denúncias levadas à Corregedoria.”

*Com informações do blog Marcelo Auleur Repórter

Foto Rovena Rosa/Agência Brasil

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum