Imprensa livre e independente
10 de julho de 2019, 10h51

Vazamento de conversas derruba embaixador do Reino Unido nos EUA: “Incompetente”, disse sobre Trump

Apesar de críticas de que o vazamento foi "malicioso", a veracidade das mensagens não foi questionada e não houve perseguição aos jornalistas responsáveis, ao contrário do que ocorre com o The Intercept Brasil e a Vaza Jato

Foto: Embaixada do Reino Unido
Kim Darroch, embaixador britânico nos Estados Unidos, se demitiu nesta quarta-feira (10), após grande tensão gerada por vazamento de e-mails confidenciais em que o diplomata chamava Donald Trump de “inepto”, “atrapalhado” e “incompetente”. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo As correspondências sigilosas foram publicadas pelo jornal britânico “The Mail on Sunday” no domingo (7) e abarca mensagens desde 2017, primeiro ano de Trump. Nelas, Darroch aparece questionando a relação do presidente estadunidense com “russos suspeitos”, criticando as políticas econômicas do governo, e demonstrou medo de que o republicano pudesse...

Kim Darroch, embaixador britânico nos Estados Unidos, se demitiu nesta quarta-feira (10), após grande tensão gerada por vazamento de e-mails confidenciais em que o diplomata chamava Donald Trump de “inepto”, “atrapalhado” e “incompetente”.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

As correspondências sigilosas foram publicadas pelo jornal britânico “The Mail on Sunday” no domingo (7) e abarca mensagens desde 2017, primeiro ano de Trump. Nelas, Darroch aparece questionando a relação do presidente estadunidense com “russos suspeitos”, criticando as políticas econômicas do governo, e demonstrou medo de que o republicano pudesse atacar o Irã.

“Nós não acreditamos que essa administração vai ser substancialmente mais normal, menos disfuncional, menos imprevisível, menos dividida em facções, menos diplomaticamente atrapalhada e inepta”, escreveu o embaixador em um dos e-mails mais polêmicos. Ele também aparece dizendo não acreditar que o governo Trump “parecerá competente” um dia.

Donald Trump se irritou com as mensagens e disse que não responderia mais ao embaixador, quem classificou como “estúpido”, “maluco” e “pomposo”. Apesar do governo do Reino Unido dar suporte a Darroch por se tratar de “análises sinceras e opiniões pessoais”, a queda era iminente devido às reações dos EUA e foi confirmada nesta quarta-feira.

Veja também:  Mais um arrependido: Caio Blinder, do Manhattan Connection, critica indicação de Eduardo "McBolsonaro"

Apesar de críticas de que o vazamento foi “malicioso”, a veracidade das mensagens não foi questionada e não houve perseguição aos jornalistas responsáveis, ao contrário do que ocorre com o The Intercept Brasil e a Vaza Jato.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum