Imprensa livre e independente
26 de outubro de 2018, 10h53

VÍDEO: Policial Militar cita slogan de Bolsonaro em entrevista

Prática é proibida por lei. A Fórum entrou em contato com a ouvidoria da PM de São Paulo que solicitou as informações para investigar a conduta do soldado.

Um policial militar de São Paulo, que se identifica como soldado Jardim citou o slogan do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, em uma entrevista durante ocorrência policial. No vídeo, recebido pela Fórum via whatsapp, o policial inicia sua fala dizendo: “Primeiramente ai: Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”. A frase – que remete ao slogan da Alemanha nazista – é usada na campanha do capitão da reserva. A manifestação política de PMs é proibida, segundo a Lei Complementar 893, de 2001, que diz que o policial deve “abster-se, ainda que na inatividade, do uso das designações...

Um policial militar de São Paulo, que se identifica como soldado Jardim citou o slogan do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, em uma entrevista durante ocorrência policial.

No vídeo, recebido pela Fórum via whatsapp, o policial inicia sua fala dizendo: “Primeiramente ai: Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”. A frase – que remete ao slogan da Alemanha nazista – é usada na campanha do capitão da reserva.

A manifestação política de PMs é proibida, segundo a Lei Complementar 893, de 2001, que diz que o policial deve “abster-se, ainda que na inatividade, do uso das designações hierárquicas em atividade político-partidária, salvo quando candidato a cargo eletivo”.

A Fórum entrou em contato com a ouvidoria da Polícia Militar de São Paulo, que pediu que o vídeo fosse encaminhado por e-mail para apuração dos órgãos responsáveis.

Veja o vídeo.

Veja também:  Em “francês du butequin”, Jô Soares chama Eduardo Bolsonaro de embaixador KFC

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum