Bolsonaro, Pazuello e a máquina genocida que estarrece o mundo

Na noite desta quarta-feira, 4 de março, quando o país atingiu mais um recorde, com 1.910 brasileiros mortos pela Covid-19, o general Eduardo Pazuello, que comanda o Ministério da Saúde disse que ele e o governo Bolsonaro não são “máquinas de fabricar soluções”. Especialista em logística pelo Exército, Pazuello tem ficado conhecido pela incompetência até […]

Na noite desta quarta-feira, 4 de março, quando o país atingiu mais um recorde, com 1.910 brasileiros mortos pela Covid-19, o general Eduardo Pazuello, que comanda o Ministério da Saúde disse que ele e o governo Bolsonaro não são “máquinas de fabricar soluções”.

Especialista em logística pelo Exército, Pazuello tem ficado conhecido pela incompetência até mesmo na área, enviando lotes trocados de vacinas para os estados e divergindo sobre datas, como voltou a fazer em dois vídeos publicados em um intervalo de menos de 30 minutos na noite de ontem.

Como general e capitão, Pazuello e Bolsonaro foram treinados para agir no front, no campo de guerra e transformam o Brasil em uma máquina genocida que estarrece o mundo.

Acompanhe as principais notícias da manhã desta quinta-feira no Fórum Café.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.