Bolsonaro se cala sobre Daniel Silveira para não aprofundar crise entre militares e STF

Bolsonaro samba miudinho para não se posicionar sobre a prisão de Daniel Silveira e, desta forma, acatar as ordens da caserna, onde comandantes de alta patente temem expor ainda mais o general Villas Bôas e aprofundar a crise com o STF

Os brados que ecoam nas habituais lives das quintas-feiras de Jair Bolsonaro ignoraram solenemente o principal fato político desta semana, que seria de Carnaval não fosse a pandemia.

Bolsonaro samba miudinho para não se posicionar sobre a prisão de Daniel Silveira e, desta forma, acatar as ordens da caserna, onde comandantes de alta patente temem expor ainda mais o general Villas Bôas e aprofundar a crise com o Supremo Tribunal Federal (STF).

A revelação, nesta sexta-feira (19), por Luiz Fux de uma mensagem de whatsapp de Fernando Azevedo e Silva buscando colocar panos quentes na ironia de Villas Bôas às críticas de Edson Fachin é apenas a ponta da lança que teima ser cravada na democracia brasileira, ferozmente atacada desde o golpe de 2016.

Os militares tentam se manter na surdina sobre mais essa participação em um processo antidemocrático que mudou os rumos da História do Brasil. E agora tentam, a todo custo, calar o falastrão que colocaram na presidência.

Sextou e você acompanha o que foi notícia na curta e agitada semana no Fórum Café.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR