Bolsonaro usa internação para ressuscitar mártir da facada contra Lula

Com estado saúde cambaleante há dias, Jair Bolsonaro chegou ao Hospital das Forças Armadas na manhã desta quarta-feira (14) sentir dores insuportáveis durante toda a madrugada. Noves fora o risco real que o presidente corre, Bolsonaro usa até uma questão íntima, de saúde, para tentar lucrar politicamente. A foto publicada na rede deitado no hospital […]

Com estado saúde cambaleante há dias, Jair Bolsonaro chegou ao Hospital das Forças Armadas na manhã desta quarta-feira (14) sentir dores insuportáveis durante toda a madrugada.

Noves fora o risco real que o presidente corre, Bolsonaro usa até uma questão íntima, de saúde, para tentar lucrar politicamente.

A foto publicada na rede deitado no hospital com as marcas das cirurgias expostas junto a um texto citando o PSOL como “braço esquerdo do PT” tenta, a todo custo, ressuscitar o mártir da facada na disputa eleitoral de 2018 para se antecipar a um possível vexame em 2022.

Sob risco de deixar o Planalto direto para a Papuda no próximo ano, Bolsonaro não tem escrúpulos para buscar sua reeleição: seja criando um cenário farsesco para um golpe, seja ressuscitando o mártir que fugiu dos debates e lhe alçou à Presidência em 2018.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.