Em live, Bolsonaro prova que fraude foi ele ter chegado à Presidência em 2018

Conforme anunciado por este Fórum Café, Bolsonaro usou a estratégia Lava Jato e confessou na live desta quinta-feira (29) não ter provas, mas apenas convicção de que houve fraude na eleição de 2014. Amparado pelas ideias de um outro astrólogo – que não Olavo de Carvalho – o presidente usou uma TV pública para repetir […]

Conforme anunciado por este Fórum Café, Bolsonaro usou a estratégia Lava Jato e confessou na live desta quinta-feira (29) não ter provas, mas apenas convicção de que houve fraude na eleição de 2014.

Amparado pelas ideias de um outro astrólogo – que não Olavo de Carvalho – o presidente usou uma TV pública para repetir as mesmas teorias conspiratórias que propala todos os dias aos seguidores nas redes sociais e no cercadinho do Palácio do Alvorada.

A live mostra apenas que houve fraude, sim. Mas, nas eleições de 2018, quando Bolsonaro inundou o Brasil com discurso de ódio e fake news e se atrelou ao sistema financeiro para chegar ao poder.

Refém do centrão e derretendo nas pesquisas, o presidente mostrou o desespero pela possibilidade iminente de perder as eleições em 2022 e sair do Planalto direto para a Papuda.

Bolsonaro mente compulsivamente, delira, é criminosos e mostra que não tem capacidade psíquica e cognitiva para presidir o Brasil. Se não for interditado da Presidência pode sim apresentar verdadeira “bomba” – como prometeu – ao país.

Acompanhe as principais notícias desta sexta-feira (30) no Fórum Café.

Apresentação: Plínio Teodoro

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR