Gerente da Pfizer comprova que Carlos Bolsonaro divide a presidência com o pai, Jair

O depoimento de Carlos Murillo, gerente-geral da Pfizer na América Latina, comprova a existência de um Ministério da Saúde “off label”, que abastece Jair Bolsonaro com teses negacionistas, e confirma que o vereador Carlos Bolsonaro divide os poderes da Presidência da República com o pai. Murillo confirmou que Carluxo foi acionado por Fabio Wajngarten em […]

O depoimento de Carlos Murillo, gerente-geral da Pfizer na América Latina, comprova a existência de um Ministério da Saúde “off label”, que abastece Jair Bolsonaro com teses negacionistas, e confirma que o vereador Carlos Bolsonaro divide os poderes da Presidência da República com o pai.

Murillo confirmou que Carluxo foi acionado por Fabio Wajngarten em ao menos uma reunião para negociação da vacina, que aconteceu sem a presença de Eduardo Pazuello ou quaisquer integrantes do Ministério da Saúde.

Alessandro Vieira, líder do Cidadania no Senado, pediu a convocação de Carlos Bolsonaro, que teve um ataque de fúria ao ter seu nome citado.

Fúria que é repetida nos atos e lives do pai, Jair, depois que a pesquisa Datafolha mostra que a tendência é que ele seja surrado por Lula nas eleições presidenciais de 2022.

As principais notícias e o resumo da semana você acompanha no Fórum Café.

Apresentação: Plínio Teodoro

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.