Imprensa livre e independente
10 de maio de 2019, 18h52

Witzel quer cassar mandato de deputada do PSOL que o denunciou à ONU

“Não vai ser um governador que se comporta como xerife que irá me calar”, reagiu Renata Souza

Foto: Agência Brasil
A deputada estadual Renata Souza (PSOL), do Rio de Janeiro, está sofrendo ataques de deputados do PSC, partido do governador Wilson Witzel. Os parlamentares protocolaram pedido de cassação de Renata junto à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (Alerj). Renata apresentou à Organização das Nações Unidas (ONU) e à Organização dos Estados Americanos (OEA) questionamentos a respeito da ação desastrosa da Polícia Civil do Rio, que atirou do helicóptero contra a população em Angra dos Reis no último fim de semana, com Witzel a bordo. Os tiros atingiram uma tenda de orações de um grupo de evangélicos. A abertura do processo...

A deputada estadual Renata Souza (PSOL), do Rio de Janeiro, está sofrendo ataques de deputados do PSC, partido do governador Wilson Witzel. Os parlamentares protocolaram pedido de cassação de Renata junto à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (Alerj).

Renata apresentou à Organização das Nações Unidas (ONU) e à Organização dos Estados Americanos (OEA) questionamentos a respeito da ação desastrosa da Polícia Civil do Rio, que atirou do helicóptero contra a população em Angra dos Reis no último fim de semana, com Witzel a bordo. Os tiros atingiram uma tenda de orações de um grupo de evangélicos.

A abertura do processo é assinada pelos deputados Márcio Pacheco, líder do governo, Bruno Dauaire, líder do partido, e Sérgio Louback. Eles tentam justificar o ato arbitrário dizendo que Renata quebrou o decoro parlamentar por ter tornado institucional uma manifestação pessoal.

Witzel declarou que a deputada do PSOL usurpou de suas funções como presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alerj ao enviar denúncia à ONU sem a deliberação de todos os integrantes da Comissão. Por isso, ele defende a cassação.

Veja também:  Defesa Civil faz primeiro balanço dos efeitos causados pelo rompimento de barragem na Bahia

Reação

“Não vai ser um governador que se comporta como xerife que irá me calar”, disse Renata, via Twitter.

Juliano Medeiros, presidente nacional do PSOL, se solidarizou, também pelo Twitter: “O governador do Rio de Janeiro resolveu ameaçar nossa deputada Renata Souza. Ele acha que assim pode intimidá-la. Está muito enganado. Renata é cria da Maré, mulher negra que não baixa a crista pra valentão nenhum. Ela tem todo o nosso apoio e solidariedade. Força, Renata!”.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum