Imprensa livre e independente
24 de outubro de 2018, 09h42

Ziraldo completa 86 anos e recebe alta médica

Internado desde 26 de setembro no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Pró-Cardíaco, no Rio, o cartunista foi vítima de um AVC hemorrágico.

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil
No dia em que comemora seus 86 anos de vida, o cartunista Ziraldo Alves Pinto recebeu alta médica e está voltando para a casa nesta quarta-feira (24). Internado desde 26 de setembro no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Pró-Cardíaco, no Rio, o cartunista foi vítima de um AVC hemorrágico. Ziraldo tem múltiplas faces. É cartunista, desenhista, jornalista, escritor, cronista, colunista, chargista, pintor e dramaturgo. Foi o criador do personagem de quadrinhos infantil “Menino Maluquinho”, que se transformou em filme para o cinema e televisão. O livro vendeu mais de três milhões de exemplares, com 116 edições, desde 1980....

No dia em que comemora seus 86 anos de vida, o cartunista Ziraldo Alves Pinto recebeu alta médica e está voltando para a casa nesta quarta-feira (24). Internado desde 26 de setembro no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Pró-Cardíaco, no Rio, o cartunista foi vítima de um AVC hemorrágico.

Ziraldo tem múltiplas faces. É cartunista, desenhista, jornalista, escritor, cronista, colunista, chargista, pintor e dramaturgo. Foi o criador do personagem de quadrinhos infantil “Menino Maluquinho”, que se transformou em filme para o cinema e televisão. O livro vendeu mais de três milhões de exemplares, com 116 edições, desde 1980. É um dos maiores fenômenos do mercado editorial brasileiro em todos os tempos. Também é o autor da “Turma do Pererê”.

Como jornalista, foi um dos fundadores do tradicional e histórico jornal O Pasquim, que fez muito sucesso com suas entrevistas e humor crítico durante a ditadura militar.

Veja também:  Bolsonaro deve abrir crédito suplementar em Saúde e Educação para pagar votos pela reforma da Previdência

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum