sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Governo veta acesso a detalhamento sobre gastos com publicidade sobre Previdência

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República negou nesta terça-feira (4) pedido da Revista Fórum para acesso ao detalhamento de gastos por veículo de comunicação para divulgarem campanhas a favor da Reforma da Previdência. O pedido foi feito via Lei de Acesso à Informação com base na lei 12.527/2011.

Na tentativa anterior de ter acesso aos dados, a Secom também se negou a responder sobre quanto os apresentadores do SBT, Ratinho e da RedeTV!, Luciana Gimenez, receberão para falarem bem da Reforma da Previdência. A justificativa apresentada é que “os valores recebidos pelos apresentadores é uma relação privada entre a emissora e o artista”.

No recurso que o blog apresentou junto ao Planalto, a Secretaria de Publicidade da Presidência informa que só após o fim da campanha pela aprovação da Reforma é que o detalhamento de gastos por veículo será divulgado.

Segundo o departamento de publicidade do órgão, uma nova fase encontra-se em execução desde 20 de maio, com previsão de veiculação até julho. As despesas estão ainda em aberto.

Por ser uma informação de interesse público, este blog reforçou junto ao Planalto a necessidade de publicidade dos atos, que deveria ser a regra na administração pública, mas ultimamente tem virado exceção, vide a censura sobre os dados que embasam uma suposta economia de 1 trilhão com a Reforma da Previdência.

George Marques
George Marques
Jornalista e Relações Públicas pela Faculdade JK de Brasília. É também especialista em comunicação pública e comunicação política no legislativo, tendo já sido indicado ao Prêmio Comunique-se de Jornalismo Político. Já trabalhou na cobertura de política para o site The Intercept Brasil e Metrópoles. É colunista da Fórum.