Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de fevereiro de 2019, 05h55

O que tem sido feito pelas escolas brasileiras sob a ótica de Flávio Dino e Ricardo Vélez

Enquanto Vélez tentava explicar medida ilegal para filmar estudantes, no Maranhão cinco novas escolas públicas foram entregues à população

Escola Municipal de Educação Básica São Jorge, Povoado Canto Bom (MA). Foto: Antônio Martins

Enquanto o ministro da Educação, Ricardo Vélez, tentava na última terça-feira (26) explicar no Senado Federal a recomendação ilegal para filmar estudantes entoando o slogan de campanha de Jair Bolsonaro (PSL), o governador Flávio Dino (PCdoB) inaugurava no mesmo dia cinco novas escolas públicas no Maranhão.

A cidade que recebeu as cinco escolas é Fernando Falção, a 534 km de São Luís, como parte do Plano Mais IDH criado para combater a pobreza e as desigualdades nos municípios com baixos indicadores sociais e substituir as escolas de parede de taipa (barro) por alvenaria.

Nos últimos 4 anos, segundo a Secretaria de Educação do Maranhão, 830 escolas, entre construções, reconstruções e reformas, foram entregues à população do estado.

“Sabemos que infraestrutura não é tudo, mas é uma colaboração efetiva que prestamos aos municípios. E é um gesto de respeito com professores, funcionários, crianças e seus pais. É uma forma de eles saberem que realmente o Brasil se preocupa com eles”, comemorou Dino no Twitter.

Metido em confusões infrutíferas, seria de bom grado a Vélez mais atenção aos problemas reais que rondam a educação brasileira. A falta de vagas em creches, a qualidade da merenda escolar brasileira ou mesmo o currículo escolar deficitário são necessidades mais urgentes a serem resolvidas.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum