Blog do Valdemar

política e teologia

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de Maio de 2016, 12h04

A admissibilidade da farsa cínica no Senado

Cristovam Buarque acha que a esquerda envelheceu e galopa no dorso do PPS. Pasmem, o Partido Popular Socialista (PPS) é a versão “melhorada” do Partido Comunista Brasileiro (PCB). Estou convencido que o notável Senador tem muito a ensinar sobre ideias políticas.
O Senador Magno Malta (PR-ES) é a prova científica que a criatura humana pode involuir.
Na grande ou pequena área, o Senador Romário (PSB-RJ) continua oportunista. Especialista em bola nas costas.
A Marta Suplicy (PMDB-SP) é uma boneca russa disfarçada de Senadora. Com o voto favorável à admissibilidade do pedido de impeachment, demonstrou que tem força para tornar-se menor sempre que dela precisarem. Fôlego renovado para se reinventar e ficar politicamente minúscula.
O projeto de poder do Senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) é pescar lambari ensaboado com vara curta. Se não conseguir fisgá-lo, vai apelar para o extremo de sessão de descarrego.
O Senador José Serra (PSDB-SP), eterno curinga gótico do governo neoliberal, meteu-se numa trama em que o autor do golpe é um Mandraque. Ou seja, já se conformou em ser um golpista/vilão de segunda.
E o Senador Álvaro Dias (PV-PR)? No auge do transe político com babados fascistas, verde de raiva, proclama com altivez a República de Curitiba. O incrível Hulk bebe chá-verde e chama Tucano de meu louro e Anastasia de Tia Anastácia.
O relatório do Senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) parte de premissas falsas num juridiquês pra lá de suspeito. Não duvido nada de que o eminente “jurista” se candidate à cadeira do excelentíssimo Gilmar Mendes no Supremo Tribunal Federal quando ele partir desse lugar para um melhor.
Faço minhas as palavras do Senador Zeze Perrela (PTB-MG) sobre o relatório do Senador Antonio Anastasia: “O senhor produziu uma peça brilhante”. Justiça seja feita, a frase citada foi um improviso. O Zeze não conseguia ler o discurso e teve que revelar sua erudição. Aparentava estar mareado.
O Senador Tasso Jeressati (PSDB-CE) parafraseou Cartola para falar da Presidente Dilma: “Cavou sobre os seus pés” [sic]. A conclusão óbvia é que ele estava ali jogando uma pá de cal naquela que entrou no buraco. Perguntar não ofende: E o Cartola com isso? Na boa, Senador, manda embora o escriba dos seus discursos antes das reformas da CLT.
Os construtores da Ponte para o futuro não abrirão edital para a obra monumental. Danam-se as empreiteiras nativas uma vez que a joia da coroa é a PetroBrax. Ponte não sei, mas que vai ter cano não tenho dúvidas.
Foto de capa: Jonas Pereira/Agência Senado


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum