Convergência Midiatica

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de Maio de 2010, 03h38

2020: a Internet ultrapassa o Broadcast

Pelo menos esta é a previsão de um grupo de difusão norte americano TDG. Mas, um detalhe chama a atenção no relatório, o grupo afirma também que está superação não se dará nos desktops ou notebooks e etc. Ela se dará nas telas dos aparelhos de TV. “Nos próximos 5 ou 7 anos a televisão será o principal veículo para visualização de vídeo na web”. Afirma o relatório (veja matéria completa).

Pelo menos nos EUA isto pode ser mesmo verdade. O governo americano está implantando um projeto de banda larga em altíssima velocidade. Soma-se a isto, a produção de aparelhos de TV prontos para a navegação na web, TV Google, Apple TV, Set-to-box, Xbox e etc.

Mas, o ponto mais interessante no relatório, é a afirmação de que esta será uma mudança natural para as pessoas. Chegará um ponto que não fará diferença nenhuma para o telespectador se o video que ele quer ver estará vindo de uma transmissão aberta, fechada ou por on-demand.

O futuro do conteúdo na TV envolverá poucas transmissões ao vivo. Nicoloas Negroponte já havia feito esta previsão em seu lívro A Vida Digital. E ela está se confirmando. Até mesmo o telejornalismo deverá se render ao on-demand. Entretanto, esta nova característica da televisão (com audiencia fragmentada e entrega de vídeos) vai de encontro com a característica principal da tv analógica construida em seus mais de 70 anos de história, na opinião de alguns teóricos. 

Número de horas gasta no consumo ao vivo na televisão x internet, de acordo com previsão do grupo TDG

Dominique Wolton, é um dos principais críticos à hipotese de que a internet irá superar a televisão. Em seu livro Internet, e Depois?, ele afirma que nenhum outro veículo conseguirá envolver um número tão grande de indivíduos, ou seja, capaz de realmente atingir a massa. “É essa certeza da comunicação de massa que faz sua força e explica seu papel inestimável de veículo social e de abertura à cultura contemporânea” (WOLTON, 2007, pág. 64). Já a conhecem a mais de 70 anos e já se acostumaram a falar sobre o que é visto nela. Muito mais importante do que se é visto nela.

Aqui no Brasil, indicativos apontam para o aumento do consumo de vídeos na web e nos aparelhos de TV. Conforme quadro abaixo, publicado no portal Uol (veja matéria completa), games, DVD, VHS e micros já possuem audiência maior do que a TV Band e Rede TV. Assim, como os canais UHF e pagos, já são a quarta maior audiência da TV brasileira.

Outro dado que preocupa, é share (número de aparelhos ligados), que está diminuindo. Especialistas do setor apontam que esta foi uma década perdida em relação a audiência. O share diminuiu um ponto percentual de 2001 a 2009, apesar do números de aparelhos de televisão nos domicílios terem crescidos de 41,1  milhões, para 54,3 milhões. Confira matéria na integra (veja matéria completa) no portal Uol.

Fonte:

Internet:
Media Post
Portal Uol

Livro:
WOLTON, Dominique. Internet, e Depois? uma teoria crítica das novas mídias. Editora Sulina: Porto Alegre, 2007.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags