Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

21 de fevereiro de 2014, 20h46

‘Aecio confirma: Azeredo é “homem de bem”. E de bens?’ Uma breve análise da cobertura da mídia sobre Mensalões

O chiste que dá título ao post  é do jornalista Rodrigo Vianna em seu Facebook.

Mas além da cara de pau de Aécio, Azeredo e dos demais tucanos de alta plumagem que se sentem protegidos pela velha mídia, o que nos informam as manchetes? Elas nos mostram o porquê de os tucanos se sentirem inatingíveis.

Vamos observar algumas prints de como a velha mídia tucana classifica os dois mensalões, o tucano e o petista?

Vejamos algumas imagens:

Gushiken cuja foto que faz parte do especial da Folha sobre o Julgamento do “Mensalão” foi absolvido, sequer participou do julgamento espetacularizado do que a velha mídia apelidou pomposamente de “Mensalão”.

Noite e dia, desde 2005, a velha mídia em uníssono criou e recriou casos requentados para colar no PT e nos petitas a pecha de ‘mensaleiros’, “corruptos”, “petralhas”.

O Supremo Tribunal Federal, esta máxima Corte da Justiça ~isenta~ adequou calendários para que o julgamento ocorresse no período eleitoral onde Barbosa, com atuação magistral, estilo Batman, fazia piadas dos réus e  juntamente com ministro Gilmar Mendes foram fotografados dormindo durante as sessões que condenaram petistas históricos. Fala, corpo e gestos mostravam o tempo todo que o julgamento espetacularizado tinha o foco no PIG para a produção de manchetes.

Barbosa prosseguiu na espetacularização com as prisões dos petistas históricos em dia de feriado nacional, o 15 de novembro tido como “Dia da Proclamação da República. Já Roberto Jefferson que não é petista, mas é réu confesso, ainda está solto, escrevendo no twitter e dando número de conta bancária.

Na primeira imagem que aparece acima, recolhida depois da morte de Gushiken, sua foto permanece entre os réus, mesmo depois de morto. À época em que printei a imagem fiz este post: Nem depois de morto e absolvido a Folha respeita a memória de Gushiken.

Já verdadeiro mensalão, o que deu origem ao esquema de Marcos Valério, o mensalão tucano, com fartas provas, envolvendo o ex-presidente nacional do PSDB, Eduardo Azeredo, para o qual o PGR pediu 22 anos de prisão, como é abordado pela mídia? Vamos comparar?


O mensalão tucano, não é tucano na velha mídia, ele é regionalizado, ele é mineiro, raras são as vezes que vemos na manchete a associação do Mensalão tucano ao termo “tucano” ou PSDB.
A Folha, este primor do jornalismo porta-voz dos tucanos, consegue dar a notícia do mensalão tucano atacando o PT e Azeredo, o mensaleiro, pe um homem de bem, pobrezinho… está sendo julgado por “motivações políticas”. Ele não renunciou ao mandato numa manobra pra não ser julgado pelo STF. Que que nada! Tudo isso é culpa do PT, porque né, o julgamento da AP470, todo espetacularizado, não teve motivação política nenhuma da direita. E Barbosa? Um santo, um homem ~desinteressado~, nada de vaidades:

Na Folha/UOL, porta-voz do PSDB, nenhum destaque nas manchetes da página de rosto sobre o MENSALÃO TUCANO.  Compare quando a grande mídia tratou o mensalão dos petistas.

Daí você desce o cursor e lá embaixo vai encontrar alguma menção ao mensalão tucano, mas claro que ele está adjetivado, porque o substantivo Mensalão é petista!

Faça uma brevíssima pesquisa no Google e compare quantas manchetes existem detonando o PT usando o termo “mensalão” e quantas existem atribuindo o mensalão ao PSDB e qual é a abordagem de ambas.

O mensalão tucano quando tem alguma notícia está sempre associado ao PT

Eu fiz algumas pesquisas quantitativas e o resultado é surpreendente. Se você exclui o termo PT da pesquisa sobra quase nada. Compare:

Mensalão associado à sigla PT:

Vamos tirar as menções aos PSDB da busca e ver o que sobra:

Ainda é um número altíssimo na casa dos dois milhões e sempre lembrando para as notícias sobre “Mensalão” se referirem ao PT  na mídia não precisa que se discrimine mais a sigla do PT. Mas tiremos o PT da busca e deixemos apenas “mensalão +psdb:

Como o resultado foi muito baixo e não apareceu nas menções nenhuma matéria da velha mídia, refiz a pesquisa utilizando a expressão entre aspas, menos a menção ao termo “PT”:

Achei impressionante porque nestas pesquisas quando se trata de falar de mensalão tucano sequer aparece os grandes jornais da velha mídia, quando aparece a menção a “mensalão tucano” está associada ao PT na maioria das vezes, à ‘Minas’ ou a ‘mineiro’, regionalizando um crime de dimensão nacional. Para ver a diferença absurda entre os números encontrados na pesquisa clique nas imagens para ampliá-las.

Para a expressão “mensalão do PT” encontramos quase 2 milhões de resultados e como argumentei antes, com o trabalho diuturno da velha mídia o termo mensalão isolado tem a força de associação com um único partido, o PT, poucos se dão ao trabalho de discriminar o partido.

Já quando se trata da pesquisa para mensalão tucano, Minas ou Mineiro acompanha a maioria das menções, porque isso faz crer para os eleitores que é um caso isolado e não que o mensalão mineiro foi praticado pelo presidente nacional do PSDB. Veja o que acontece quando tiramos Minas ou mineiro:



Enquanto o termo “mensalão” associado ao termo “PT” aparece quase 2 milhões de citações o associado ao PSDB não chega sequer a quinhentos mil. E se tirarmos da busca os termos PT, Minas e mineiro?

A coisa é tão descarada que no UOL, a notícia que o Houaiss acrescentou os termos “Mensalão” e “Mensaleiro” está associada a qual dos Mensalões? Bidu, você, olhe as matérias à direita da notícia:

 E aí, você ainda acha que a grande mídia faz jornalismo com isenção, sem lado, sem partidos?

Você ainda acha que grande mídia trata PT e PSDB com equidade?

Aécio visita Azeredo e pede que ‘respeitem o drama’ do ex-deputado

Pré-candidato do PSDB e cúpula tucana estiveram com réu do mensalão mineiro nesta quarta; questionado sobre palanque de Azeredo em  sua campanha, Aécio disse que ele é ‘homem de bem’

Pedro Venceslau – O Estado de S. Paulo

20/02/2014

Zezé Perrela, o senador dono do helicóptero e da fazenda onde a polícia federal apreendeu meia tonelada de cocaína acompanhado do candidato do PSDB à presidência da república, Aécio Neves e Eduardo Azeredo, ex-presidente do PSDB, réu do mensalão e para o qual o Procurador Geral da República pediu 22 anos de cadeia. (A foto obviamente não estava no Estadão. Fonte da Imagem Blog do Mario

20/02/2014

SANTOS – Pré-candidato do PSDB à Presidência, o senador Aécio Neves (PSDB) pediu nesta quinta-feira, 20, que “respeitem o drama” do ex-deputado Eduardo Azeredo, réu no julgamento do mensalão mineiro. Aécio fez uma visita de cortesia ao ex-governador mineiro em sua residência, em Belo Horizonte, junto com uma cúpula do PSDB

Questionado sobre a possiblidade do ex-governador mineiro subir em seu palanque na campanha presidencial, Aécio respondeu irritado: “Isso não é uma pergunta cabível. Não tenho o menor constrangimento em dizer que ele é um homem de bem”.

Estiveram presentes na casa de Azeredo o governador de Minas, Antônio Anastasia, o deputado federal Duarte Nogueira (SP) e o pré-candidato tucano ao governo de Minas Pimenta da Veiga. Mais tarde, o presidente do PSDB foi para Santos, no litoral paulista, onde cumpriu sua 14ª agenda em São Paulo desde que decidiu disputar o Palácio do Planalto.

Em conversa com jornalistas, o senador mineiro também falou sobre o encontro que terá nesta sexta-feira com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, em Recife. “Nós apoiamos a candidatura de Eduardo, ao contrário do PT, que tentou sufocá-lo com cooptação de aliados importantes, como acabou fazendo com o governador do Ceará (Cid Gomes)”.

Ritual. Aécio chegou em Santos e foi recebido pelo deputado Paulinho da Força, presidente do Solidariedade, e veio acompanhado do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), que o tem acompanhado em todas as agendas pelo Brasil. Na cidade, o senador, que também é presidente nacional do PSDB, cumpriu o mesmo ritual das últimas 13 viagens. Deu entrevistas em jornais locais, caminhou pela cidade e foi ao Café do Carioca, local tradicional de Santos que era frequentado pelo ex-governador Mário Covas.

Depois de almoçar nesta sexta com Campos, Aécio embarca para Maceió, onde participará ao lado do governador tucano Teotônio Vilela do tradicional bloco Pinto da Madrugada.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum