Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

02 de agosto de 2013, 09h49

Diga não à Terceirização e à precarização do trabalho: conheça os deputados que votarão o PL4330 e pressione-os!

Sem reforma política muitos deputados, incluindo os do nosso campo viram refém das empresas que financiam suas campanhas. Elas estão loucas pra retirar direitos garantidos na CLT e repassar contratos de trabalho para empresas terceirizadas que não respeitam direitos básicos dos trabalhadores.

No entanto os deputados também sabem que cada vez mais os brasileiros tomaram gosto pelas ruas, estão de olho no Congresso e acompanhando com atenção alguns projetos importantes. Vamos mostrar aos deputados que eles têm de servir ao povo e não aos interesses dos grandes empresários. Escreva para eles mostrando que você é contra a precarização do trabalho, contra a retirada de direitos dos trabalhadores. Veremos que eles vão ter a cara de pau de votar contra nós, ano que vem tem eleição, olhem com carinho a cara de cada um. 

Poderemos inclusive deixar claro ao Sandro Mabel que ele terá um grande trabalho em 2014 para convencer a sua base de eleitores (que pelo visto não tem nenhum trabalhador) a votar nele, porque se depender do blog Maria Frô ele não terá um único voto.


clique aqui para ampliar

Conheça os deputados que votarão o PL 4330 da Terceirização

 

PL4330 da Terceirização retira direitos do trabalhador/a!

Modelo de contratação que deveria servir para suprir necessidades específicas e complementares das empresas, jamais o negócio principal, a terceirização é utilizada por muitos patrões como forma de aumentar o lucro e arrancar direitos da classe trabalhadora.

Em 2004, sob a justificativa de regulamentar a contratação de terceirizados, o deputado federal Sandro Mabel (PMDB-GO) apresentou o Projeto de Lei número 4.330, que precariza ainda mais as relações trabalhistas.

O texto já recebeu aval do relator e também deputado Arthur Maia (PMDB-BA), e está para ser votado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC).

O PL permite a contratação de terceirizados em todas as atividades, inclusive na  fim, a principal da empresa, que poderá funcionar sem nenhum contratado direto e fragilizará a organização e a representação sindical.

O projeto também permite a substituição de todos os trabalhadores por terceirizadoscomo forma de diminuir custos das empresas.

O texto praticamente extingue a responsabilidade solidária, aquela em que a tomadora de serviços não precisará quitar obrigações trabalhistas caso não sejam cumpridas pela terceirizada.

Sem pressão, o projeto pode ser aprovado e trazer graves prejuízos à classe trabalhadora.

Para que isso não aconteça, convocamos todos os trabalhadores a enviarem e-mails pressionando os deputados a votarem contra o PL 4300.

No quadro acima, você pode selecionar o parlamentar por partido ou estado, além de buscar seu nome por ordem alfabética. Sua participação é fundamental para reverter mais essa tentativa dos patrões de flexibilizar os direitos trabalhistas.

Saiba mais:

Clique aqui para conhecer a história da luta da CUT contra a terceirização e acesse www.combateaprecarizacao.org.br para saber mais sobre o tema.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum