Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

03 de maio de 2012, 17h39

E começou a CPI. Começou quente, apesar de tanta Cachoeira

E começou a CPI. Começou quente, apesar de tanta Cachoeira.

Os tentáculos do bicheiro Cachoeira são tantos, e tão profundos, que essa extensão ditou o rumo dos debates no primeiro dia da CPI. Mas, claro, sem que seja dito que o debate é exatamente sobre até onde a CPI vai ou não vai.

Uma parte da CPI quer abrir o coração, o cofre da Delta. Abrir, mas até onde? A Delta, de Fernando Cavendish, é a empreiteira que, segundo a gramparia, regava campanhas e bolsos Brasil afora. Empreiteira presente, informa o noticiário, em obras em mais de 20 estados. Ampliar ou restringir os tiros na Delta? A intenção varia de acordo com o partido e o deputado ou Senador. Assim o que se tem, em resumo, é o seguinte: quem é aliado do governo federal tenta dirigir a CPI contra alvos do PSDB e do DEM.

Os alvos existem, não são poucos e não se restringem ao governador Perillo, tucano de Goiás, e ao senador Demóstenes, do DEM. A base aliada, mais precisamente o PT, mira em obras da Delta em São Paulo. Mira nos R$ 281 milhões pagos pelo governo de São Paulo à empreiteira Delta por obras entre 2003 e abril deste 2012.

O PT mira na ampliação da marginal do Rio Tietê. O alvo, portanto, é ex-governador José Serra, agora candidato a prefeito. Já a oposição, o PSDB e o DEM, miram, primeiro, no governo federal. Quando propõem iluminar as entranhas e os bilhões pagos à Delta no PAC, e não apenas no PAC, os alvos são, óbviamente, dois: os governos da presidente Dilma e do ex-presidente Lula. Além de alvos menores, como o governador Agnelo, do PT de Brasília.

Nesse primeiro dia de CPI ficou claro algo previsto aqui. O ex-presidente Collor, que renunciou após um processo de impeachment, chegou com sede ao pote. Seus objetivos são dois: um, voltar ao primeiro plano da política. O segundo objetivo, decorrente do primeiro, mistura cálculo e vingança.

No caso Cachoeira, setores da mídia tem mesmo explicações a dar, mas, isso à parte, Collor aparenta, ou simula, sentir-se traído.

Traído por aqueles que o ajudaram a se tornar presidente em 1989 e que, depois, mesmo tardiamente, publicaram o que era seu governo. Ao se vingar estaria, ao mesmo tempo, desmoralizando quem ajudou a derrubá-lo. O debate sobre constitucionalidade, no primeiro dia da CPI, foi cortina de fumaça.

A briga real é para abrir mais, ou menos, o coração e o cofre da Delta. O risco que correm, e que seria uma benção para o Brasil, é que o bicheiro Cachoeira abra o coração. E solte a língua.

Leia também:

Editorial de O Globo passa recibo para a blogosfera, sai em defesa de Veja, Policarpo e de seus próprios interesses

Jornal da Record: Inquérito da PF aponta ligação suspeita entre Cachoeira e revista Veja

Record: Documentos da PF mostram que Veja atendia a interesses de Cachoeira

Demóstenes, o ‘professor’ Cachoeira, Veja e as tramóias pra derrubar Dilma

Mino Carta desafia Civita

Quem quer melar a CPI? Recados de todos os lados… A quem servem?

Não é Demóstenes que é convicente é você que quer ser enganado

A pedido de Cachoeira, Demóstenes usa suas relações para transferir presos acusados de pertecer a grupo de extermínio

E começou a CPI. Começou quente, apesar de tanta Cachoeira

Veja Cascateira

UIA! Para Folha, agora, Cachoeira é ‘superbicheiro’ e ombudskvinna diz que imprensa deve revelar sua relação com ele

________
Publicidade
//
//


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum