Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
10 de maio de 2011, 10h41

Lições de manipulação: Jornalismo partidário teu nome é Rede Globo

Fui conferir a denúncia do leitor Marcelo Rodrigues deixada nos comentários deste post aqui. Transcrevo-a:

Cara Maria Fro,

vale conferir com urgência no site do JN matéria tendenciosa sobre fraude na merenda escolar em que a Globo descaradamente tenta ocultar o partido a que pertence o prefeito de Taubaté, que é do PSDB. A matéria que foi do Fantástico de domingo e repetida no telejornal de segunda-feira cita apenas o PSB, mas não compromete dois outros partidos diretamente denunciados na reportagem: PSDB (Taubaté) E PV(Natal). Vale a pena conferir e se possível denunciar tanta parcialidade escancarada.

Lembremos que o prefeito de São Paulo Kassab (ex-DEM e aliado de José Serra- PSDB) iniciou a tercerização da merenda, que além de diminuir a comida das crianças, oferecia alimentos de má qualidade e o Ministério Público denunciou lobby de empresas fornecedoras. Índio da Costa (ex-DEM e vice de José Serra nas últimas eleições presidenciais) foi denunciado por uma vereadora do próprio PSDB também envolvido em escândalos da merenda. Jornal Nacional parece desconhecer essas denúncias.

Para o Fantástico e Jornal Nacional a corrupção e má administração só tem partidos se esses forem da base do governo federal, os da oposição são omitidos.

Denúncia de problemas graves com merenda escolar motiva investigação

Página do Jornal Nacional

09/05/2011 21h39 – Atualizado em 09/05/2011 21h39

A equipe do Fantástico visitou mais de 50 escolas públicas, estaduais e municipais de cinco estados e constatou a péssima condição dos alimentos.

O Fantástico mostrou, no último domingo (8), um exemplo do que não se deve fazer com o dinheiro público. A denúncia sobre problemas graves com a merenda escolar em escolas públicas motivou, nesta segunda, pedidos de investigação das irregularidades.

Em 25 dias de viagem a equipe do Fantástico registrou cenas chocantes. Eles visitaram mais de 50 escolas públicas, estaduais e municipais de cinco estados.

Em João Pessoa a comida que daria para cem alunos vai para o lixo. Em quatro dias na cidade, a cena da merenda indo para o lixo se repetiu em várias escolas.

No ano passado, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) apontou que os cardápios das escolas de João Pessoa não atendiam às necessidades de calorias e de alguns nutrientes.

Nesta segunda-feira (10), mais uma vez, a equipe de reportagem procurou o prefeito Luciano Agra, do PSB, mas ele não quis dar entrevista. Os vereadores da oposição decidiram pedir o impeachment dele.

“Nós não podemos assistir o nosso dinheiro descer pelo ralo, essas crianças passando fome, essas crianças se afastando da escola”, declarou o vereador de João Pessoa Fernando Milanez (PMDB).

Em Natal, por falta de merenda, os alunos de uma escola estudam duas horas por dia. A pouca comida encontrada estava vencida. “Nos sentimos obrigados a diminuir o horário pelo fato de muitos passarem mal, com dor no estômago e até mesmo desmaiar”, explicou a coordenadora pedagógica da escola Elaine Medeiros. (Qual é o partido da prefeita Micarla em Natal?)

Nesta segunda, a prefeitura convocou a imprensa para se explicar: “Hoje eu tenho a ousadia de dizer que não falta merenda nas escolas de Natal”, garantiu o secretário de Educação de Natal, Walter Fonseca.

Em Taubaté, interior de São Paulo, uma testemunha que o Ministério Público prefere não identificar confessou que pegou propina 72 vezes em uma empresa que fornecia merenda para a cidade e que entregou tudo ao prefeito e à mulher dele. Ela calcula que Roberto Peixoto e Luciana Peixoto tenham recebido 5 milhões.

A equipe foi à casa e ao gabinete do prefeito, que também não apareceu. Em Brasília, o senador Cícero Lucena, do PSDB da Paraíba, quer que a comissão de educação apure as denúncias. (Como o PSDB é um partido sério!)

“Todos queremos explicação e a sociedade cobra um posicionamento claro das autoridades competentes”, afirmou.

Só este ano, os estados e as prefeituras devem receber 3 R$ bilhões do Governo Federal para a merenda escolar.

“Nós consideramos inadmissível que, nos dias de hoje, ainda existam municípios brasileiros com aquela situação relacionada com a alimentação escolar”, declarou Daniel Balaban, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação do MEC.

Sobre o pedido de impeachment do prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, a assessoria dele considerou que é um exagero dos vereadores. A prefeitura informou que vai acabar com a terceirização da merenda e que assumirá a prestação desse serviço a partir do segundo semestre.

Em Taubaté, os vereadores decidiram criar três comissões para investigar as denúncias contra o prefeito Roberto Peixoto. (Qual o partido deste prefeito?)

________
Publicidade
//


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum