o colunista

por Cleber Lourenço

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de janeiro de 2020, 15h04

Brasília agora é terra de ninguém

Em Brasília agora é assim, cada um faz o que quer, quando quer e como quiser, de nazismo até traição

Esplanada dos Ministérios (Arquivo)

Nos últimos dias conseguimos assistir de forma plena aos efeitos e descalabros causados pela pretensa “nova política”, um ministro do Supremo Tribunal Federal decide afrontar diretamente uma decisão do presidente da Corte de forma quase que autofágica, tudo isso enquanto um ministro da Justiça aplaude a decisão que vai de encontro com a sanção de seu próprio chefe, o presidente.

Não há mais um pingo de institucionalidade nos poderes executivo e judiciário e no meio disso tudo temos Rodrigo Maia, que aos trancos e barrancos tenta mandar a ordem em um Congresso Nacional infestado de desvairados do PSL e outros entusiastas da suposta Nova Política.

Tudo isso após o ex-secretário da cultura gravar um vídeo escabroso que é quase uma ode ao nazismo.

Em Brasília agora é assim, cada um faz o que quer, quando quer e como quiser, de nazismo até traição. Brasília virou uma terra de ninguém.

Esse é o governo técnico e sem viés ideológico que Bolsonaro trouxe para Brasília. Um verdadeiro circo com as mais diversas atrações e que tem como único objetivo entreter assim como as confusões do finado seriado A Grande Família.

Em tempo:

A esculhambação entre Bolsonaro e Moro atingiu um novo patamar e decidiram se estapear publicamente. A última de do presidente que o diga!

Se por um lado Bolsonaro afirma que não irá desmembrar o Ministério da Justiça, por outro ele irá desaparelhar a Polícia Federal das mãos de Moro.

Porém “Seu Jair” não quer que Moro saia de seu governo, mas quer reduzi-lo, impor humilhações e enquadrar o ministro no tamanho de um vice e conter o avanço da quinta-coluna morista entre as suas fileiras.

Moro ainda tem valor eleitoral e Jair sabe que é questão de tempo para que seu sobrenome caia em desgraça.

O que ninguém sabe ainda direito é se será pelas mãos de Queiroz e as milícias cariocas, Flávio e suas laranjas ou Carlos e suas loucuras.

Nas redes e em Brasília falam que o tal “tic tac” que assombra a família está fazendo barulho novamente.

Bolsonaro que se cuide! Dona Rosangela (Moro) já disse: “Já estou iniciando HOJE campanha para 2022”.

Este artigo não reflete necessariamente a opinião da Fórum.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum