Abalada, filha de Constantino tenta defendê-lo sem justificar sua declaração machista

Visivelmente emocionada, Laura Constantino disse que “ler uma coisa dessas mexeu muito comigo, porque sei que ele não é assim e se alguma coisa acontecer comigo, ele ficaria do meu lado”

A declaração machista do colunista de extrema-direita Rodrigo Constantino conseguiu constranger a própria filha. Nesta quarta-feira (4), a jovem Laura Constantino gravou um vídeo para tentar defender o pai das críticas pelo comentário que ele fez à rádio Jovem Pan, dizendo que se ela tivesse sido estuprada nas mesmas condições do caso de Mariana Ferrer, ele a castigaria e não denunciaria o estuprador, por considerar que ele não teria culpa.

A própria Laura confessou que decidiu fazer a resposta por ter ficado abalada com a repercussão das declarações do pai e por ter sido aludida na situação.

Segundo ela, “ler (nas redes sociais) uma coisa dessas (críticas ao pai por sua declaração) mexeu muito comigo, porque sei que ele não é assim, sei que ele é uma pessoa de caráter e contra o estupro, e que se, Deus me livre, mas se alguma coisa assim acontecesse comigo (estupro) ele seria a primeira pessoa a ficar do meu lado”.

No vídeo, Laura não tentou justificar a declaração machista do pai em nenhum momento, e inclusive admitiu que sabe que “muita gente não concorda com o que ele fala, e muita gente não gosta dele, por isso eu não quero discutir, só queria falar o meu lado”.

Veja o vídeo com o desabafo de Laura Constantino:

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).