Alec Baldwin atira com arma cenográfica e mata diretora acidentalmente em gravação

Segundo o Santa Fe New Mexican, ator foi interrogado e estava chorando; acidente aconteceu no set de filmagens do longa "Rust"

O ator Alec Baldwin, 63 anos, acidentalmente matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins, 42, e feriu o diretor Joel Souza, 48, ao descarregar uma arma cenográfica no set das gravações do filme “Rust”.

Segundo o “The New York Times“, o tiroteio aconteceu no Rancho Bonanza Creek, em Santa Fé, no Novo México, durante uma cena que estava sendo ensaiada ou gravada. “Estamos tentando determinar agora como e que tipo de projétil foi usado na arma de fogo”, disse Juan Rios, porta-voz do Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé.

Ninguém foi preso e investigadores conversam com pessoas para saber exatamente o que aconteceu. Segundo o “Santa Fe New Mexican“, uma fonte próxima disse que Baldwin foi interrogado e estava chorando. A polícia confirmou que foi ele que disparou a arma.

Baldwin estava filmando uma cena que exigia que alguém disparasse uma arma cenográfica e os estilhaços dos tiros atingiram Hutchins e Souza no set de filmagens. Uma das teorias aponta que houve a falha de ignição do objeto. Porém, ainda não está claro se a pessoa que carregou a arma por engano colocou balas dentro ou se algo se alojou no cano.

Notícias relacionadas

Hutchins foi levada de avião para o Hospital da Universidade do Novo México, em Albuquerque, mas não resistiu. Souza foi encaminhado ao Centro Médico Regional Christus São Vicente, em Santa Fé.

Em nota, a produtora do filme, “Rust Movie Productions LLC”, disse que “todo o elenco e a equipe estavam devastados pela tragédia” e enviou “condolências à família e entes queridos de Halyna”.

“Paramos a produção do filme por um período indeterminado e estamos cooperando totalmente com a investigação do Departamento de Polícia de Santa Fé. Estaremos fornecendo serviços de aconselhamento a todos os ligados ao filme enquanto trabalhamos para processar este terrível evento”, afirmou.

A diretora de fotografia havia publicado em sua página no Instagram, há dois dias, um vídeo andando de cavalo. “Uma das vantagens de filmar um faroeste é andar a cavalo no seu dia de folga”, escreveu.

Publicidade

Avatar de Carolina Fortes

Carolina Fortes

Repórter colaborativa no site Emerge Mag e antiga editora-assistente no site da Jovem Pan. Ex-repórter no site Elástica. Formada em jornalismo e faz a segunda graduação em Letras na Universidade de São Paulo (USP). Acredita no jornalismo como forma de impacto social e defende maior inclusão e representatividade.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR